• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 74420
    Adaptação 2009, Mercado » domingo, 28 de dezembro de 2008 »
    Como seguir na carreira de Oficial de Náutica?

    Platinas dos Oficiais de Náutica

    Platinas dos Oficiais de Náutica

    A maior parte das mercadorias que se vê nas vitrines das lojas, nas estantes dos supermercados e nas casas já foram transportadas por embarcações, que atualmente é o meio de transporte mais viável ao analisarmos as questões de custo beneficio. Cada navio requer uma tripulação treinada e capacitada para enfrentar diversas situações que podem ocorrer a bordo. Tal tripulação é composta por um pessoal de máquinas, convés e câmara, divididos entre oficiais, sub-oficiais e subalternos.

    Carreira do Oficial de Náutica

    Régua paralela e compasso: Instrumentos básicos do Oficial de Náutica

    Régua paralela e compasso: Instrumentos básicos do Oficial de Náutica

    Os oficiais da guarnição de convés são denominados Oficiais de Náutica, possuem o bacharelado em Ciências Náuticas com ênfase em Navegação formados na EFOMM (CIAGA ou CIABA), onde estudam em regime militar, de internato, tendo noções de náutica, manobras, hidrodinâmica e até astronomia. Há vestibular todos os anos, o que pode ser acompanhado na própria página da EFOMM. Dentro do navio estes oficiais exercem as funções de Oficial de Quarto, Imediato e Comandante.

    Os postos são divididos hierarquicamente entre 2° Oficial de Náutica (2ON), 1° Oficial de Náutica (1ON), Capitão de Cabotagem (CCB) e Capitão de Longo Curso (CLC).

    Recém-formados recebem carta de 2º Oficial de Náutica, após três anos de embarque recebem carta de 1º Oficial de Náutica. Para chegar a Capitão de Cabotagem, o 1ON deve passar mais dois anos embarcado e realizar um curso de especialização, novamente no CIAGA ou no CIABA. Para chegar ao posto máximo, Capitão de Longo Curso, são necessários mais dois anos de embarque.

    Vale notar a diferença entre função e posto. Você evolui em seu posto de acordo com o tempo de embarque e de acordo com os cursos de especialização que você realiza, mas a bordo, você irá assumir a função que for determinada pela empresa contratante. Por exemplo, um Capitão de Cabotagem pode estar realizando a função de Imediato do Navio, assim como, dependendo da empresa e da situação, pode ser que um 1ON fique no comando de um rebocador em Offshore.

    Rotina do dia-a-dia

    Alunos tiram serviço no passadiço durante o primeiro Aviso de Instrução

    Alunos tiram serviço no passadiço durante Aviso de Instrução

    A rotina do dia-a-dia depende da função exercida no navio:

    Os oficiais de quarto são responsáveis pela navegação, manutenção de equipamentos de segurança e salvatagem, atualização do material do passadiço e manobras no convés.

    O Imediato do navio é o segundo em comando, cuida da carga e descarga do navio, atentando para sua estabilidade e controle e também é responsável pela segurança da tripulação.

    O Comandante é a maior autoridade a bordo, responde por tudo que ocorre em sua embarcação, controla os gastos e é o elo de comunicação entre o navio e o armador (proprietário).

    Estas funções são exercidas pelos oficiais embarcados em navios que navegam pelo litoral brasileiro (cabotagem) ou para o exterior (longo-curso), porém, existe um leque de opções no mar ou em terra.

    Situação do Mercado e Remuneração

    A situação do mercado é muito boa, durante o terceiro ano de formação várias empresas aplicam provas para selecionar seus futuros oficiais. Os melhores colocados acabam podendo escolher as melhores empresas e os melhores navios, mas todos se formam já empregados.

    O salário inicial depende da empresa contratante, mas varia entre 4 e 6 mil reais. Após realizar vários cursos e atingir o posto máximo de comandante, o rendimento chega a ficar por volta de 14 mil reais.

    Apesar dos diversos caminhos, a liderança é característica essencial para todos os Pilotos da Marinha Mercante!

    por Of. Al. Engler e Vet. Adapt. Carretta

    Já possui curso superior?

    O curso de ASON/ASOM oferece uma alternativa aos que devido a idade ou a qualquer outra razão não podem ingressar na EFOMM. Mais informações aqui, dê uma olhada antes de nos submeter suas dúvidas.

    Comentários

    1. Rômulo Campos disse:

      Como posso obter informações para quem é formado – quimico, por exemplo – e pretende ingressar na carreira Náutica.
      De imediato, agraço a compreensão. Rômulo Campos Quim. Ind. UFPA.

    2. Of. Al. Lorenzeto disse:

      Rômulo,

      Quem já fez ensino superior deve procurar os cursos ASON/ASOM (Curso de Adaptação a 2º Oficial de Náutica/Máquinas). No site oficial do CIAGA existe uma relação com os cursos disponíveis.

      Espero que tenha ajudado.

    3. Igor disse:

      Gostaria de saber como são as provas de seleção para as empresas de navegação no terceiro ano da EFOMM. É muito difícil ingressar nas mesmas?

      Grato pela informação.

    4. Of. Al. Lorenzeto disse:

      Igor, a o processo seletivo varia de empresa para empresa e os alunos fazem provas para várias, então os que não conseguem na primeira opção, acabam conseguindo na segunda. O grau de dificuldade nesses casos é difícil de analisar, mas no geral, alunos que se dedicam não tem problemas. Infelizmente não tenho como ser mais específico pois até o momento (dia 6 de janeiro) eu não tive a oportunidade de fazer nenhuma das provas.

      Sei que não é muito, mas espero que tenha ajudado.

    5. Of. Al. Cipriano disse:

      Caro Igor,

      As provas de seleção para as empresas de navegação no terceiro ano da EFOMM envolvem geralmente conhecimentos gerais e raciocínio lógico. Numa etapa posterior há uma entrevista que pode vir a ser realizada em português ou inglês, caso a empresa seja estrangeira.

      No meu ponto de vista, não é difícil, mas é bom estar preparado para ser entrevistado. Confiança na fala e um bom inglês são bem-vindos em qualquer lugar.

      Espero ter ajudado. Se alguem puder aperfeiçoar a explicação sinta-se mais que bem vindo.

      Parabéns aos idealizadores da matéria!

    6. Igor disse:

      Gostaria de saber se é verdade a existência de uma prova para o ingresso no QC-CA (quadro complementar da armada) para os alunos do terceiro ano da EFOMM? E gostaria de saber também por que esta prova é tão pouco procurada pelos alunos? É vantagem realizá-la ou não na opinião de vocês?

    7. Of. Al. Cipriano disse:

      Existe sim, para bacharel em Ciências Náuticas, não exclusivo a alunos da EFOMM. São pouquíssimas vagas e eu acredito que a prova é pouco procurada porque normalmente os alunos querem se formar e exercer a profissão pela qual estudaram 3 anos, a maioria prefere seguir uma carreira civil com uma remuneração inicial talvez maior. Muitos formandos eventualmente migram para oportunidades em terra e concursos públicos e ai sim provas para QC.

    8. Igor disse:

      A participação dos lucros é uma realidade existente somente na Transpetro ou existem outras empresas que a adotam também? Quais por exemplo? Grato pela informação.

    9. Júnior disse:

      Gostaria de saber se o oficial da ASON é inferior ao oficial da EFOMM, e também se o oficial da ASON pode fazer a prova no terceiro ano como o oficial da EFOMM, também tenho duvida se há necessidade de trabalhar como marujo para poder fazer a prova da ASON e se a concorrência nessa prova é grande.

    10. Igor disse:

      Gostaria de saber se somente o oficial de náutica pode se tornar prático?

    11. Luiz Felippe disse:

      Igor,
      “Gostaria de saber se somente o oficial de náutica pode se tornar prático?”
      Não, qualquer pessoa com nível superior pode faze-la.

    12. Of. Al. Cipriano disse:

      Júnior boas perguntas!
      Bom, vamos começar.
      Oficial do ASON E EFOMM, são as mesmas coisas, ambos serão Oficiais de Náutica ou Máquinas. Uma vez embarcado é um trabalho em equipe em que um irá depender do outro. A única diferença que vejo é na formação, já que o Curso do ASON e ASOM (https://www.mar.mil.br/ciaga/cursos/asom/admissao.htm) tem uma duração menor que o da EFOMM, e não tem a formação militar. O detalhe é que ASON/ASOM, por ser um curso mais rápido, estuda as mesma matérias de Náutica e Máquinas da EFOMM, em menos tempo, ou seja, muitas horas de estudo.

      Se aluno do ASON/ASOM, pode fazer prova para QC igual aluno do terceiro ano da EFOMM? Acredito que sim, quando a exigência for apenas nível superior, como qualquer outro brasileiro, mas o foco do curso ASON/ASOM é pegar pessoas que não se adaptaram a profissão antiga, seja socialmente, economicamente, e formar Marítimos para preencher o mercado que está fervendo (apesar da crise).

      E finalmente mas não menos importante, não é necessário ter sido marujo para fazer ASON/ASOM.

      Sugiro olhar o edital do site acima para esclarecer melhor as dúvidas.

    13. Pedro Teixeira disse:

      A matéria ficou muito boa e a iniciativa do jornal também foi excelente. Só gostaria de apontar que a remuneração para o Offshore está na realidade um pouquinho melhor! Beleza, né? Rsrs… Abraço e parabéns aos Veteranos 2009!

    14. Magno de Moares disse:

      Olá tudo bem, gostei muito da matéria, mas gostaria de saber se o limite de idade para o curso ASON
      vai ser de 18 a 40 anos, pois o curso ASOM já mudou o seu limite de idade para 40 anos.
      muito obrigado Magno.

    15. Décio Muniz disse:

      Bom dia a todos, meu nome é Décio Muniz, moro em Recife – PE e tenho 27 anos, sou formado em administração de empresas e estou cursando MBA em gestão de recursos humanos; fui informado por um amigo que poderia ingressar na marinha mercante (ASON) através do envio de currículo, fiquei muito interessado nessa possibilidade e tenho algumas dúvidas:

      Gostaria de saber se o curso de administração de empresas é interessante para a marinha mercante;

      Como faço para encaminhar meu currículo para análise?

      O que preciso fazer e quais os documentos que preciso enviar?

      Muito obrigado pelas informações.

    16. Ana Alice Tavares disse:

      Boa Tarde a todos? Tenho formação superior em Administração de Empresas e gostaria de saber como faço para adquirir o edital do curso de Adaptação de Náutica (ASON) se é que ele existe? Caso negativo, como faço para inscrever-me, qual a documentação exigida e como faço para obter todas as informações a respeito ?
      E para quem tem somente o nível médio (segundo grau) completo, existe algum curso para ingressar/especializar na marinha mercante ? Qual o processo? Existe algum site para me orientar a respeito ?

      Aguardo retorno
      Obrigada
      Ana Alice Tavares

    17. Luiz Soares disse:

      Muito boa a matéria e o espaço para o esclarecimento das dúvidas, me ajudaram a responder algumas perguntas que me fazia!
      Gostaria de saber quais são os critérios relevantes no curriculum de uma pessoa para que ela seja selecionada para fazer o curso de ASON?
      Obrigado!

    18. Felipe disse:

      Olá, depois de pesquisar um pouco, confesso que gostei bastante dessa profissão que ainda é desconhecida por mim. Bom eu tenho 17 anos e estou no 2° do Ensino Médio. Gostaria de ajuda sobre como fazer para entra na EFOMM e se a prova é difícil ! Se poderem me dar uma força, eu agradeço ! Gostaria muito de seguir carreira.
      Desde já agradeço !!!

    19. Ruan Kally disse:

      “Felipe” ela não é muito difícil mas é bastante concorrida. Se você puder entra lá no site do Ciaga ou Ciaba já saiu o edital.

    20. Henrique Prata disse:

      Olá bom dia a todos.A materia ficou muito boa!!!
      Estou formando em engenharia elétrica com enfase em eletrotecnica pela Universidade Federal de Uberlandia-MG e gostaria de saber se o curso ASON seria uma boa para minha área de formação?
      E tambem se os alunos recebem alguma bolsa durante o curso de formação?
      Obrigado

    21. Tatiana Roizenblit disse:

      Gostaria de convidar os profissionais de Oficial de Nautica para processo seletivo.
      Interessados devem enviar curriculo para tatiana.roizenblit@lemcon.com
      Obrigada.

    22. Quintanilha disse:

      A volta do “Pelicano” me emocionou pois fui “FERA de Máquinas” em 1965 e pratiquei em 1968. Embarquei de 1969 a 1974 e a partir dai iniciei a trabalhar em terra me dedicando a área de projeto Naval/Offshore e até a presente data continuo envolvido na área de projetos.

      Lionan Xavier Quintanilha (Pai do Quintanilha Junior, que também se formou como oficial de máquinas pela EFOMM)

    23. Cecília disse:

      Olá ! Parabéns pela iniciativa de ajudar outras pessoas a entenderem melhor como funciona a carreira mercante.
      Bom, estive pensando em ingressar nessa carreira ao completar 17 anos e, por isso, gostaria de saber se, após formada -seja em máquinas/náutica-, será possível que eu me empregue em áreas civis. Se sim, quais? Além disso, poderiam esclarecer como funciona a atuação na área civil com o bacharel em Ciências Náuticas ?
      Obrigada !!

    24. Alex disse:

      Boa tarde.!

      Primeiro parabéns por este veículo de comunição, que além de ser bem dinâmico é muito interessante!

      Minha dúvida é se existe a possibilidade do oficial de náutica ser também um oficial de máquinas e vice-e-versa? E como se daria isso, caso exista essa possíbilidade.

      Obrigado e um forte abraço a todos!!!!

    25. Anderson disse:

      Gostaria saber como posso sanar algumas duvidas sobre o curso ASON.
      Como ingressar na Marinha Mercante sendo um Bacharel em Sistemas de Informação?pode?
      Qual o salário inicial? Duração curso? Edital p/ esse ano ?
      Fazer parte da M.M é sinonimode estabilidade?

    26. Valher disse:

      Ola pessoal,

      Porque agora os alunos que tem curso superior podem ter ate 40 anos, se antes era apenas ate 24? Eu tenho 37 e me interessei em entrar nessa carreira, mas fico receoso em não conseguir me colocar no mercado após o curso. E ainda mais que para realizar o curso preciso me transferir de estado e largar emprego atual. Também vejo os anúncios para emprego principalmente no Rio de Janeiro com salários atrativos, porém todos exigem experiência. E para aqueles que se formam depois de 1 ano de curso, se torna mais acessível entrar numa empresa?

      Obrigado.

    27. Leonardo Almeida disse:

      Bom dia!!

      Desde já agradeco por todos os esclarecimentos. Eles com certeza tem servido pra muita gente.

      A minha duvida é a seguinte: tenho 32 anos e não faço parte da Marinha Mercante, porém sempre tive vontade, mas infelizmente por morar fora muitos anos, acabei por não ter a posibilidade.

      Sou formado em Administracao, tenho MBA e gostaria de saber se esses requisitos sao suficientes para eu participar do vestibular.

      Muito obrigado por tudo.

      Boa semana… e parabéns pelo site!

    28. João disse:

      Bom dia e parabéns pela matéria!

      Eu gostaria de receber informações gerais e se tem o curso aqui no RS?

    29. Greisson disse:

      Sou estudante de eng. civil mas gostaria de me tornar prático depois de me formar. Qual o curso mais indicado para aprender o que for necessário para passar na prova enquanto ainda estou na faculdade e não posso fazer o ASON? Quais as exigências para me tornar pratico?

    30. Jhonnys Rios disse:

      Olá, Parabéns pela matéria, procurei em vários outros lugares, porém somente aqui encontrei um explicação geral da carreira de Náurica. Este ano farei a prova do processo seletivo à EFOMM, tenho um amigo que já está lá e se forma este ano. Espero gostar da experiência, gosto muito dessa área e vou me dedicar.

    31. Fernanda Rodrigues disse:

      Parabéns, a matéria é bastante esclarecedora, mas fiquei com uma dúvida. É verdade que a ajuda de custo que o aluno recebe durante o curso de formação de segundo oficial de náutica fica em torno de 550 reais? Foi o que vi no NEPM – Aquaviários, mas não sei se está atualizado, por isso gostaria de saber. E se for, não é pouco para alguém que já tem ensino superior? Desde já, obrigada.

    32. Luiz Paulo disse:

      Olá! Tenho 43 anos gostaria muito de participar dos cursos ofericidos pelo ciaga pois sou formado em administração de empresas e gostaria de saber quando é que vocês abrem essas oportunidades para pessoas com essa idade. Sem mais obrigado!

    33. Of. Al. Cipriano disse:

      Ao ler os comentários percebi que muitas dúvidas podem ser sanadas pela simples leitura dos editais dos cursos EFOMM ou ASON/M. Aqui se segue o endereço eletrônico para aqueles que ainda não o tem.

      http://www.mar.mil.br/ciaga/

    34. Danilo disse:

      Olá. Gostaria de saber sobre as opões de trabalho em terra de um oficial de Náuticas. Obridado!

    35. Marcos Augusto disse:

      As informações são ótimas e interessantes. Obrigado!

    36. Thiago Souza disse:

      Muito bom esse artigo, aliás ótimo.

      A tempos procurava informações como estas.
      Agradeço a quem as postou.

    37. Goulart disse:

      Errata:

      Após 2 (DOIS) anos de embarque o 2° Oficial de Náutica oriundo da EFOMM já pode entrar com pedido e obter a carta de 1°Of. Nautica.

      Os oficiais oriundos da ASON precisam de 3 (TRÊS) anos de embarque.

    38. jc disse:

      Senhores gostaria de saber, como ficaria a situação dos novos formandos com o mercado inflacionado, ou seja, cheio de pessoas disputando uma mesma vaga??? Como você se sentiria perdendo a vaga pra uma pessoa que teve menos formação profissional que você, mas que vc mesmo a fez ingressar no mercado???

      Deixo minha pergunta para reflexão futura dos senhores…

    39. Lucas disse:

      Boa noite!!
      tenho 14 anos e estou cursando a 8ªserie.
      gostaria de saber, o tempo em média que a pessoa precisa para se formar em um capitão de cabotagem ?
      minha única duvida é isso
      adorei os comentarios !!!

    40. Al. Souza Mattos disse:

      A situação do mercado de trabalho para Oficial Mercante no Brasil e no Mundo é a melhor possível. Estamos passando por um período, no Brasil, de grande expansão com a criação de novos estaleiros, revitalização de portos e navios; tanto visando suprir as necessidades de exportação e importação de mercadorias quanto à perspectiva para a exploração do pré-sal.
      Quanto a perde vagas para uma pessoa como menos formação profissional é praticamente impossível, hoje em dia o mercado de trabalho exige sempre o profissional com a melhor formação e especialização, um empregado que esteja sempre atualizado e informado.

    41. Eduardo disse:

      Olá Boa tarde!! Um amigo meu me falou sobre a ASON e fiquei bastante interessado, gostaria de saber como é a seleção para Oficial Náutico. Sou Mestre em Eng. de Produção, 31 anos, tenho cursos de segurança marítima como HUET, CBSP, CBASI…tenho chances? Agradeço desde já

    42. Eduardo disse:

      Olá, outra dúvida CIAGA ou CIABA?

    43. Eduardo disse:

      Olá, estou lendo o edital e mais dúvidas aparecem, portanto desculpas.Umas das condições para inscrição é a pessoa ter se formado num período de até 5 anos ou se ultrapassar esse período é de vc comprovar que está trabalhando na área de graduação. Ao me formar em Eng de produção, em 2003, fui fazer mestrado formando-me ano passado em maio de 2008, portanto gostaia de saber se esse item de período vale tb para o metrado ou eu vou ter que arrumar a comprovação que estou trabalhando na minha área. Agradeço.

    44. Al. Souza Mattos disse:

      Olá Eduardo, Essas dúvidas poderão ser tiradas através dos seguintes emails:
      Concurso ASON – NÁUTICA: ason@ciaga.mar.mil.br
      Concurso ASOM – MÁQUINAS: asom@ciaga.mar.mil.br

    45. Paulo Wong disse:

      Oi, estou querendo saber qual e o salário inicial depois que a pessoa se forma? Quanto tempo a pessoa passa viajando? e se a pessoa pode ser militar depois que se forma?

    46. Al. Souza Mattos disse:

      Olá Paulo, o salário do Oficial Mercante varia muito de acordo com a empresa, a área de atuação e o tempo embarcado. Quanto ao tempo que a pessoa passa viajando depende do contrato:

      14/14 – 14 dias no mar e 14 dias em terra;
      28/28 – 28 dias no mar e 28 dias em terra;
      2/1 – 2 meses no mar e 1 mês em terra;
      4/2 – 4 meses no mar e 2 meses em terra;
      entre outros.

      E o oficial da marinha mercante pode se torna oficial da marinha de guerra, para isso basta prestar concurso.

    47. João disse:

      Bom dia, só gostaria de saber se existe alguma data para a inscrição no ASON 2010, não consigo ver em canto algum e nem tive retorno dos e-mail que enviei.Grato!

    48. Juan Carlos disse:

      Gostaria de saber com quantos anos de trabalho, uma pessoa que escolhe navegação, pode se aposentar? e uma da máquinas também.

    49. Al. Souza Mattos disse:

      Para se aposentar no meio marítimo você leva em torno de 25 a 30 anos de embarque, onde você atinge os postos mais altos na carreira de um oficial mercante, que para náutica é o comandante de longo curso e para máquinas é o chefe de máquinas

    50. Eduardo disse:

      Gostaria de agradecer pelas informações que encontrei nesse site, muito bom mesmo. Parabéns!!!

    51. Alaíne disse:

      Sou graduada em Licenciatura Plana em Matemática, gostaria de participar da seletiva do concurso da ASON, o que devo fazer, já que a graduação solicitada é em bacharel. Tenho alguma chance?

    52. Ulisse Mangueira disse:

      Olá, Gostaria de ter informação qdo ao Curso de Informática, o último edital que permitiu inscrição para quem é da área foi em 2005, gostaria de saber por que não aceitam mais e se esse ano de 2010 irá abrir.

      Desde já Agradeço

    53. Tatiane disse:

      Oii tenho 16 anos e completo 17 no dia 02/08/2010 , gostaria de saber se eu posso fazer a prova da efomm ? se alguem poder me responder , Agradeço .. Beeeijos

    54. Adriano A. Saiz. disse:

      Prezado Al. Souza Mattos ou a quem puder me ajudar, por favor. Me candidatarei a ASOM em 2010, sou Engenheiro Eletricista. Minha questão é sobre a possibilidades de após completar todo o curso e estar apto aos trabalhos, as empresas priorizarem os alunos que fizeram EFOMM, por serem mais novos e não terem feito o curso por meio de adaptação. Tenho receito de investir esses anos e me decepcionar devido a critérios de algumas empresas que hoje existe muito nesse sentido, seria verdade também nesse meio? Ou geralmente mesmo nessa situação, seria difícil não ser chamado para trabalhos em uma empresa após término do curso sendo Oficial mais velho e por meio de adaptação. Por gentileza me ajude, ou ajudem. Muito obrigado. Eng. Adriano A. Saiz.

    55. Adapt. Al. Souza Mattos disse:

      Olá Adriano A. Saiz, hoje em dia não acredito que as empressas tenham uma certa prioridade entre os alunos da EFOMM ou do ASOM/N. Tanto que as turmas do ASOM/N tem crescido cada vez mais, igual as da EFOMM.

    56. Edivaldo Passos disse:

      Olá,meu nome é Edivaldo Passos,tenho 38 anos de idade,sou formado em Licenciatura Plena em Matemática e faço mestrado em Engenharia Elétrica na UFPA,estou no 1º ano,creditando as disciplinas obrigatórias.As minhas perguntas são as seguintes.No edital,estão exigindo o curso de Bacharel em Matemática.Eu tenho alguma chance?Já fiz um curso, aqui em Belém,na Associação dos Práticos da Bacia Amazônica para concorrer ao Curso de Praticante de Prático no ano de 2008 no Rio de Janeiro e,não consegui me classificar.Porém,a maioria das disciplinas que estão sendo ofertadas pelo Curso da ASON,eu já estudei cerca de 80% e possuo a carteira de Arrais Amador que eu tirei na CPAOR(Capitania dos Portos da Amazônia Oriental).Isso me ajuda em alguma coisa?Desde já muito obrigado pela atenção e parabéns pelo interessantíssimo espaço.

    57. Adapt. Al. Souza Mattos disse:

      Olá Edivaldo, Infelizmente pra tirar esse tipo de dúvida só entrando em contato com os encarregados no concurso pelo site do CIAGA.

    58. Edivaldo Passos disse:

      Caro Al.Souza Mattos,muito obrigado pela resposta.Com certeza irei buscar maiores informações pelo site do CIAGA ou do próprio CIABA.Desde já,tudo de bom e sucesso na sua carreira.

    59. Thais disse:

      Se eu já estiver cursando EFOMM no 2º ano de curso, por exemplo, eu posso me casar ou é necessário esperar até o término do curso pra que eu possa ter novamente uma vida social?

    60. Alex Sandro. disse:

      Prezado Al. Souza Mattos ou a quem puder me ajudar, por gentileza.
      Eu tenho 37 anos, formação Engenharia e me interessei em entrar nessa carreira, mas fico receoso em não conseguir me colocar no mercado após o curso de adptação. E ainda mais que para realizar o curso preciso me transferir de estado e largar emprego atual. A questão é: Para aqueles que se formam depois de 1 ano de curso através de adaptação e com essa idade acima de trinta anos, como vejo a preocupação de alguns aqui e essa questão vai ajudar muitos em suas decisões em largar seus empregos atuais. Sendo sincero comigo e nossos amigos,como respondeu acima ao Adriano que não há muita diferença na escolha das Empresas entre os da EFOMM e os da ASOM/N, apesar QUE EU ACREDITO como já vi em outro Forum opniões(geralmente pelos que se formaram na EFOMM) em que as empresas procuram mais os da formação pela EFOMM primeiro pela sua formação e segundo a Idade. Vamos lá então, sendo totalmente franco conosco para as nossas decisões desse ano. Primeiro questão, acredita ser importante o quesito IDADE, exemplos os de acima de trinta anos preocupados em deixar suas profissões atuais para serem oficiais da MM pela ASOM/N e acabarem não sendo encaminhados ao mercado de trabalho, ou acredita pela falta de oficiais no mercado são todos empregados após concluírem o curso de adaptação ASOM/N, hoje em dia? Segunda questão, também vejo os anúncios para emprego principalmente no Rio de Janeiro, porém quase todos exigem experiência mínima, portanto como fica a situação de quem se forma por meio de adaptação com 13 meses de curso e poucos meses de prática no curso a bordo? Digo o mesmo para Náutica apesar de ser um pouco mais tempo, mas as exigências de experiência são de no mínimo 1 a 2 anos. Portanto nessa última questão, como fica para se lançar no mercado de trabalho sendo travado nesse quesito experiência? A voçê Adapt. Al. Souza Mattos e a todos escritores que participam na confecção desse valioso meio de comunicação, parabéns por esse trabalho maravilhoso desse jornal. Saudações a todos!

    61. Adriano A. Saiz. disse:

      Ótima colocação do Alex Sandro acima última! Aguardo também a opnião sobre as perguntas que fez ao Adapt. Al. Souza Mattos ou a quem puder ajudar também, que tem prestado grande ajuda a todos nós sanando dúvidas de cada um. Aguardamos anciosamente. Eng. Adriano A. Saiz.

    62. 2ON Mariana Coelho disse:

      Parabéns a todos que conseguiram seguir com este jornal tao significativo para todos nós da Marinha Mercante. Otimos artigos,muito bem escritos e fotos otimas. Todos de parabens. Sucesso a todos os novos na EFomm!!

    63. isabel cristina disse:

      olá…faço engenharia quimica e estou no oitavo perido,gostaria de saber,se posso participar da seletiva do concurso da ason assim que me formar.

      obrigado pela atençao..

    64. Alex Sandro. disse:

      Do que adianta escrever que é gratificante aos criadores do jornal comentar e perguntar, se não fazem questão de nem darem uma resposta a nós. É uma pena, abraços a todos os escritores e a voçê Adapt. Al. Souza Mattos. Grato, Alex Sandro.

    65. Adapt. Al. Souza Mattos disse:

      Olá Alex Sandro e aos demais que compartilham da mesma opinião, infelizmente o site do jornal pelicano vem mostrar o que se trata e como é a vida de oficiais da marinha mercante, como aluno da EFOMM, tenho informações restritas sobre os cursos oferecidos pelo ASON/ASOM (toda informação que consegui coloquei nos artigos), por isso nesses artigos fram inseridos os emails de contatos do ciaga para maiores informações sobre o ASON/ASOM. Não tenho condições de responder todas as duvidas pois além de ser aluno do 3 ano de máquinas (provas, aula e elaborar minha monografia), sou vice-presidente da SAMM e adaptador, logo minha rotina dentro da EFOMM é muito apertada não tendo tempo as vezes de entrar se quer na internet, quando entro é para colocar artigos novos. Peço desculpa se não tenho condições de responde-los porém todos que tiverem respostas ou informações podem posta-las nos artigos. Grato

    66. Alex Sandro. disse:

      Olá tudo bem amigo Adapt. Al. Souza Mattos, compreendo a situação. Mas escreveu tanto para justificar que poderia ter respondido a questão que é comum a vários aqui. Mas de qualquer forma eu agradeço de coração a sua resposta e ainda estou com um pé atrás sem saber se vou encarar devido a essas questões. Vou tentar alguém que possa me ajudar. Um abraço e tudo de bom. Eng. Alex Sandro.

    67. Paulo Henrique disse:

      Caro Al. Souza Mattos, sou bacharelando em física pela Universidade Estadual do Ceará. Gostaria de saber se os exames de seleção para ASON são muito concorridos e quantas vezes ao ano abre edital.
      Muito obrigado.

    68. Christian disse:

      Olá a todos!
      Alguem sabe me informar se este ano tera inscrições para ASON/ASOM, pois não consigo encontrar nenhuma informação a esse respeito, ha rumores que sera aberto em 30 de maio, porem não tive nenhuma confirmação, se alguem tiver esta informação por favor compartilhe conosco.

    69. Al. Bianca Barbosa disse:

      Infelizmente não nos informaram sobre o concurso para o ASOM/ASON. Assim que tivermos informações, postaremos aqui.

    70. Janaine disse:

      É possível se casar enquanto se está cursando o EFOMM??
      Se não, qual é o motivo?
      Obrigada!!!

    71. Eng. Adriano A. Saiz. disse:

      Olá a todos, tenham um bom dia! Voçê Al. Bianca Barbosa poderia ajudarnos com a questão levantada pelo Alex Sandro ou trazer informações de quem esteja mais interado no assunto. Ficamos aguardando e muito obrigado!

    72. Karine disse:

      Para quem tem somente o nível médio (segundo grau) completo, existe algum curso para ingressar/especializar na marinha mercante ? Qual o processo? Existe algum site para me orientar a respeito ?E gostaria de saber se sem a especialização em ciências eu posso fazer a prova. E após formada -seja em máquinas/náutica-, será possível que eu me empregue em áreas civis. Se sim, quais? Além disso, poderiam esclarecer como funciona a atuação na área civil com o bacharel em Ciências Náuticas ?Obrigada !!

    73. Cristiano Ernandes. disse:

      Prezados Al. Souza Mattos e Al. Bianca Barbosa ou a quem puder ajudar-nos. Estive vendo nos últimos editais sobre o processo seletivo público para o preenchimento de vagas na
      condição de bolsistas dos Cursos de Formação das Escolas de Oficiais da Marinha
      Mercante para as necessidades da PETROBRAS TRANSPORTE S.A. – TRANSPETRO, e lá colei o seguinte item a seguir que diz sobre a necessidade para inscrever-se: 24. Estar matriculado
      regularmente no 3o- ano do Curso de Formação de Oficiais da Marinha Mercante.
      Portanto a questão que lhes faço é sobre quem seformou na ASOM/N tem possibilidades também de prestar esse processo seletivo da Transpetro? Pois lá diz que é para estar MATRICULADO no terceiro ano da EFOMM. Como é possível? Não poderíamos quem foi formado nos cursos da ASOM/N fazerem os processos seletivos? Fico aguardando uma ajuda pessoal e abraços a todos os escritos e participantes desse jornal.

    74. Cristiano Ernandes. disse:

      Prezados Al. Souza Mattos e Al. Bianca Barbosa ou outros escritores e todos que puderem nos ajudar é muito importante para decisão nossa sobre a experiência. Situação seria a experiência exigida na funçaõ em que todos os editais que oferecem empregos para para Oficiais da Marinha Mercante seja Nautica ou de Máquinas. Vejamos, se temos alguns meses de prática a bordo seja formado pela ASOM/N, como conseguiríamos essa prática necessária para completar essa exigência que vejo praticamente em todos os editais quando oferecem empregos?? Ok que o mercado está fervendo e é a melhor possível como disse nosso amigo Adapt. Al. Souza Mattos mas como fazer com essa exigência de experiência no mercado de trabalho sem possibilidades de fazê-la, ficar de fora no final?? Grato pela ajuda a todos nós e feliz Páscoa a todos!!

    75. Adapt. Al. Souza Mattos disse:

      olá cristiano, acredito que os alunos do ASON/ASOM estejam capacitados a fazerem este curso, pois possuem a mesma carta de 2ON/OM quando concluem os cursos na EFOMM

    76. Adapt. Al. Souza Mattos disse:

      Olá cristiano, os alunos do ASON/M como os alunos da EFOMM vazem um período de praticagem no qual embarcam em navios de offshore e navegação para aprimorar os conhecimentos adquiridos na escola. Esse período de praticagem já serve também para escolher a empresa que ira trabalhar futuramente.

      obs.: esse estágio de praticagem é feito no final do curso por todos os alunos da efomm, a grande maioria dos alunos acabam praticando nos navios da transpetro.

    77. Adapt. Al. Souza Mattos disse:

      Olá Karine, para quem possui o ensino médio completo para ingressa na marinha mercante basta fazer o concurso da EFOMM que ocorre anualmente, para saber mais entre no site do ciaga – https://www.mar.mil.br/ciaga/
      Após formada na EFOMM você automaticamente se torna civil, trabalhando assim em empresas civis.

    78. Abdalla disse:

      Boa Tarde,

      Sou maritimo (3 anos), tenho seaman’s book de outro pais e gostaria de saber se posso pedir a CIR na Marinha do Brasil utilizando meu periodo de embarque como prova de competencia não tendo assim que realizar os cursos necessários?

    79. potiguar. disse:

      A quem possa interessar:

      Ano passado 2009 foi aberto edital do ciaba para o curso ASON – O edital solicitava apenas curso superior em qualquer área e os demais requisitos, acredito que ele tenha passado no máximo 72 hs no ar. foi derrubado por força de liminar e consequentemente teve o processo seletivo 2009 cancelado. Não houveram alunos de Ason 2009 no ciaba, acredito que o edital de 2010 ainda não tenha saido por força de tal batalha juridica , que pelo que nos parece foi impretada por oficiais mercantes, que acreditam que com a abertura do edital para qualquer curso superior estariam banalizando a profissão, o que não acredito ser verdade, tendo em vista que em algumas seleções do ASON, cito nesse caso o Ason 2007(iniciado no 2 semestre de 2007 e encerrado no segundo de 2008), foi aberto precedente sobre força de mandato de segurança para aluno com graduação em contabilidade, que cursou normalmente e hoje é 2º oficial; Tenho irmão (eng mecanico) que cursou com o mesmo e nesse ano de 2010 está trabalhando na CBO – companhia brasileira de offshore, regime 28 x 28. Vale salientar que ele esteve doente durante o periodo de estágio que foi em navio gazeiro da “transpetro” e por esse motivo atrasou em 3 meses a conclusão do mesmo que é de 12 meses em regime de 4 x 1 “ESCALA DA TRANSPETRO”. ao se formar teve direito a escolher a empresa na qual iria querer trabalhar, mesmo sem falar inglês escolheu a CBO. Portanto senhores, a profissão está em alta no mercado , faltam oficiais de náutica e qualquer um com uma carta de oficial na cidade do Rio de Janeiro “Macaé” ou outro grande polo maritimo , não fica desempregado e as empresas ficam na base do quem dá mais para conseguir o profissional. Mas ainda sim , o profissional de Efomm é mais bem visto no mercado, devido ao tempo de formação. Mas repito não falta emprego para ninguem , nem Efomm nem Ason; Mas, lembrem-se que se de um lado vc terá uma boa remuneração, por outro lado você terá, grandes e incontáveis embarques , a ausencia total dos seus familiares e a rotina e stress inerentes a profissão , e posso lhes assegurar que não são poucos , a cobrança por parte da empresas é enorme com razão, (muitas vezes o patrimônio supera 50 milhões” valor médio de um rebocador equipado com sistema de posicionamento dinâmico), é uma profissão que se tem muito poucas chances de errar, geralmente os erros custam ou alguns milhões de reais ou pior que isso: vidas; Pude presenciar o meu sobrinho de 1 ano chorar após o desembarque do meu irmão(sem reconhecé-lo) chegando em casa 4 meses após sua saida “periodo de estágio Transpetro” empresa essa que briga pelos profissionais , para tentar agarrá-los a todo custo no seu quadro , em média os profissionais não passam mais que 5 anos na transpetro, não aguentam a escala de 4 meses no mar e 2 de folga, meu irmão citou o caso de um imediato que ligou para a empresa chorando e pedindo o seu desembarque imediato e desligamento da empresa, após não ter conseguido substituto para lhe render qdo iria desembarcar, a empresa disse que não aceitava a demissão dele e que naquele momento estaria depositando uma determinada quantia na conta dele , o que foi feito para não perder o oficial. Portanto senhores sigam em frente , mas lembre-se que “provavelmente” irão acompanhar apenas 50% do crescimento dos seus filhos, isso se entrarem no offshore “28×28″ se cairem nas garras da Transpetro; Deus tome conta !

    80. THALES disse:

      TENHO NÍVEL SUPERIOR BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO E SOU AQUAVIÁRIO (MOÇO DE CONVÉS), GOSTARIA DE SABER SE TENHO DIREITO A FAZER O ASON, OU CAAQ? QUERIA SEGUIR CARREIRA NA MARINHA MERCANTE.

    81. Cristiano Ernandes. disse:

      Olá Portiguar ou a quem do jornal e amigos puderem argumentar. Tudo bem com voçês? A questão é o seguinte, como mesmo disse e deu ênfase sobre a falta de Oficiais de Náutica “ASON”, seria o mesmo para ASOM, Máquinas? Pois é sabido que se oferece o dobro de vagas em Náutica como exemplo na Transpetro, mas também há o dobro de concorrentes formandos em Náutica. Voçê(s) acham que a disposição e oportunidades de vagas são as mesmas para formados em Náutica ou Máquina? Tenho dúvidas em ser Oficial de Máquinas após o que escreveu e declarou-se sobre Náutica, aliás foi excelênte a sua declaração e de muita ajuda a todos. As suas posições são de muita importância a todos nós. Obrigado!

    82. Adapt. Al. Souza Mattos disse:

      Olá Cristiano pelo que sei da atual situação mercante, o mercado de trabalho para máquinas está melhor que para náutica. Porém existe vagas para todos.

    83. Adapt. Al. Souza Mattos disse:

      Thales informações sobre o ASON http://pelicano.sammrj.com.br/2009/05/cursos-ason-e-asom-oferecem-uma-alternativa-para-quem-quer-entrar-na-marinha-mercante/
      ou pelo site do CIAGA

    84. potiguar. disse:

      companheiro Thales , o curso de graduação em administração de empresas, até o ano passado não era aceito como formação essencial para o ASON. eles dão enfase a quem tem cursos na área de engenharia e mais algumas outras formações. (ver editais passados)

    85. Thyago Paixão disse:

      olá pessoal boa tarde a todos!
      gostaria de saber se esse ano irá abrir as inscrições para o curso ASON? se abrir qual será a data prevista? Sou formado em licenciatura em Matemática tenho 21 anos e gostaria de saber das possibilidades de mi escrever neste concurso.Também tenho possibilidades de fazer o concurso EFOMM e qual será a melhor opção EFOMM ou ASON? DESDE JA OBRIGADO. ABRAÇOS

    86. Adapt. Al. Souza Mattos disse:

      Olá Thyago Paixão. Provavelmente esse ano deverá abrir as incrições para o curso do Ason sim, com relação a data você deverá ficar atento ao site do ciaga (somente eles poderão informar). Quanto a escolha de EFOMM e ASON/ASOM depende de você o que seria mais viavel, pois você possui idade para fazer EFOMM e já tem nível superior para o ASON (não sei se licenciatura em matemática está na seleção de cursos para ASON/ASOM).

    87. Luana disse:

      Olá, tenho 19 anos e do sexo feminino…
      É comum passar mulheres na EFOMM? Recebe para estudar? moro no ES existe folga algumas vezes por ano para visitar a família?
      Só mais uma pergunta, é melhor seguir a carreira militar ou trabalhar como civil?
      Abraços

    88. CHRISTIANNE disse:

      O POTUIGUAR, FALOU DE UM MANDADO PARA PARTICIPAR DO PROCESSO SELETIVO, GOSTARIA DO NOME DO SOLICITANTE E SE POSSIVEL O Nº DO PROCESSO OU DO TRIBUNAL QUE ENTROU.
      /AFINAL É UM PRECEDENTE PARA QUEM QUER PARTICIPAR.AGUARDO CONTATO URGENTE

    89. potiguar. disse:

      Christiane, meu irmão está desembarcando no começo de Maio e vou “tentar” conseguir com ele mais alguma informação sobre o processo do rapaz que conseguiu ingressar com o curso de ciências contábeis, é certo que ele hoje é oficial de náutica.

      PS: Até o momento nada do edital Ason 2010 Ciaba .

    90. fabio disse:

      potiguar, assim como a christianne estou tentando DESESPERADORAMENTE o nome e o numero do processo. ja me escrevi no ASON 2010 e estou tendo a acessoria de advogados para entrar com um recurso, uma vez que eu fiz ADM DE EMPRESAS. assim, caso consiga, favor nos comuniar o mais breve possivel.

      muito obrigado,

      fabio

      PS.: minha futura carreira na marinha mercante depende disso !!!

    91. wanderson disse:

      ola , eu queria saber se pa fazer o curso do asom é preciso experiencia de trabalho com nivel superior.

    92. Jailson Santos disse:

      Prezados senhores. Saudações! Gostaria de saber qual a carga horária de trabalho de um Oficial de Náutica e de um Oficial de Máquinas, também gostaria de saber qual o tempo máximo que os mesmos passam embarcados quando estão de servições? Qual ou quais são as possibilidades de um Oficial de Náutica ou de Máquinas exercerem suas funções em terra e se após formados existe a possibilidade dos mesmos através de sua formação e exeperiências fazerem provas e ingressarem na Marinha do Brasil? Qual ou quais tipos de provas?

    93. Adapt. Al. Souza Mattos disse:

      Olá Jailson Santos o quarto de serviço do Oficial mercante pode ser quartos de 4horas, 6horas ou até de 12horas (ex.: 6horas trabalhando e 6hrs descançando) só depende do seu contrato de serviço.
      Quanto ao tempo embarcado depende do que pretende fazer offshore geralmente está 24/24 (ou seja 24 dias embarcado e 24 dias em terra) enquanto a cabotagem e longo-curso geralmente 2/1 ou 4/2 (2 meses embarcados pra 1 em terra).
      Com relação as possibilidades são altas de trabalhar em terra (onshore) tanto pra náutica quanto pra máquinas, sendo que pra máquinas se torna mais fácil.
      Náutica: planner, O&M, Inspetor naval, Port State Control, entre outros.
      Máquinas: Inspetor de máquinas em cervejarias, fabricas diversas, portos….
      O oficial mercante pode sim entrar na marinha de guerra, através do concurso de QC (quadro complementar) pois após a conclusão do curso na EFOMM (recebe-se o diploma de ciências náuticas – ou seja diploma de nivel superior exigido para fazer o concurso).

    94. Guilherme Ledoux Rosa disse:

      Ola

      Gostaria de saber se existe alguma instituição privada que forma oficiais da marinha mercante pois já estou com 27 anos e isso me impossibilita de cursar EFOMM.
      Abraço

    95. Al. Bianca Barbosa disse:

      Guilherme, as únicas instituições que formam oficiais da Marinha Mercante no Brasil são o CIAGA e CIABA. Se não tem mais idade para ingressar na EFOMM, pode se formar pela ASON-ASOM. Porém, ja deve haver concluido um dos cursos superiores citados no edital.

    96. Junior disse:

      Tenho 32 anos, estudei minha vida toda em escola publica e sou graduado em Admnistracao pela Ufes (ES). Hoje vivo e faco mestrado em logistica na Universidade de Perdue *us. O interessante que nao me qualifico de acordo com o edital.

      Um matematico ou um astronomo estao mais qualificados.

    97. wanderson disse:

      Ola, quero tira uma duvida sou cabo da MB e tecnico em mecânica e estou fazendo faculdade de engenharia mecânica queria saber por eu ser cabo e ter curso tecnico em mecânica e trabalha no Arsenal de marinha conta como esxperiencia po concurso da ason/asom valeu um abraço !

    98. Thalita disse:

      Oi,estou no meu último ano no curso oceanografia e vi que tenho a possibilidade de fazer o curso da ASON.
      Gostaria de saber se a minha graduação tem alguma preferencia já que é da área. Outra coisa, queria saber qual o salário inicial depois de feito o curso e se tem alguma possibilidade de eu me tornar militar.

      obrigada.

    99. José Costa disse:

      Oi , gostaria de algumas informações de quem já passou pela EFOMM. Meu filho prestou

      exame este ano para a EFOMM(Ciaga) e provavelmente deve ser aprovado. Ocorre , que ele é
      3o. Sargento da Aeronáutica com especialidade BCT(controle de tráfego Aéreo) e só tem 20
      anos , entretanto gostaria de saber , se passar a ser aluno da EFOMM, se perderá seu
      salário de 3o. sargento , já que continuará sendo militar como aluno, durante 3 anos para
      concluir o curso como 2o. tenente da marinha de Guerra, passando ai sim para reserva.

      parece que há uma lei federal, de que voce não pode rebaixar o salário, mesmo indo pra outra força
      , já que continuará sendo pago pela união e principalmente sendo militar . E também gostaria de saber das chances ,dele , na MM , dominando 3 idiomas (ingles, frances e alemão) . Desde já sou grato , a quem responder.
      josé roberto

    100. rafael js disse:

      olá quero saber como me tornar um oficial de maquinas!!!!!!!!!!
      tenho parentes que trabalham para a aeronautica mas o que me enteresso mesmo é a marinha!!!!!!!!!
      se alguem poder me ajudar eu agradeço!!!!!
      flw!!!!!!!!!!!!!!!!

    101. Vinicius disse:

      Gostaria de saber se tem como iniciar em uma carreira como a de navegação,e após algum tempo quando quiser se estabelecer em um determinado local e formar familia , se existe alguma outra carreira para um profissional formado na EFOMM seguir sem que seja necessário passar tanto tempo no mar, mesmo que seja menor remunerada.
      Obrigado

    102. Al. Michelle disse:

      Ola Vinicius, existem sim carreira para o oficial de maquinas/nautica em terra, nao necessitando passar tanto tempo no mar.

    103. Sueli Rodrigues disse:

      Olá,
      Estou fazendo uma pesquisa sobre a Marinha de Guerra e assim colher dados para meu livro. Parte do livro terá como pano de fundo a Marinha. Estou tendo muitas dificuldades de encontrar alguém que se predispõe a colaborar com informações sobre o assunto. Eu preciso de ajuda para poder compor os diálogos na trama com maestria. Por exemplo:A rotina de um capitão-tenente(o posto do meu personagem principal);se ele trabalha num navio ou na base;o tipo de vocabulário que usa com subordinados;suas atividades. Enfim,alguém para quem pudesse passar um e-mail correndo,toda vez que aparecesse uma dúvida quando estivesse escrevendo a história. Sei que o pedido é muito delicado,mas por amor a Marinha,é que eu não quero cometer erros absurdos nesse livro.

      Desde já agradeço pela atenção e ficarei aguardando um contato.
      Um abraço da Sueli Rodrigues/Rio de Janeiro. 

    104. Daniel disse:

      Olá galera do blog,

      gostaria de saber se o 2°ON para se chegar a CLC, só por intermédio da navegação de longo curso e da cabotagem ou no OFF-SHORE também pode? Apesar do OFF-SHORE demorar mais tempo para ancançar CLC, devido o regime de embarque ser de 1×1.

    105. Adapt. Al. Bianca Barbosa disse:

      Nada impede a um oficial chegar a CLC trabalhando em offshore ou cabotagem. Os pre requisitos são os mesmos: tempo de embarque e curso de aperfeiçoamento.

    106. Fábio de Vasconcelos Silva disse:

      Sou formado em Biologia e especialista em Gestão e Perícia Ambiental. Atualmente estou próximo de concluir o curso de capacitação marítima (moço de convés) pela Capitania do meu estado. 
      Nessas condições que me encontro atualmente, teria alguma chance de ingressar na ASON?

    107. Al. Raquel Amorim disse:

      Temo dizer, Fábio, mas você não pode prestar o concurso seletivo para ASON. Dê uma olhada neste artigo: http://www.projetomemoria.org/2010/04/processo-seletivo-ason-2011/ : lhe será mais esclarecedor.

    108. Bruno disse:

      Sou formado em Ciências Náuticas pela Escola Naval, gostaria de saber como faço para ingressar na área de Mercante. Haveria um curso para essa mudança ou a própria empresa de navegação seria responsável por essa adaptação? Obrigado.

    109. Adapt. Of. Al. Raquel Amorim disse:

      Bruno, existem cursos para a transição. O curso vai depender da sua especialidade. Só não sei te informar muito bem, porque o Jornal Pelicano é direcionado para a área mercante. ATOM e ATNO são os cursos do CIAGA destinados aos oficiais oriundos da Marinha de Guerra. Vou procurar mais informações. Por hora, posso te apresentar isto: https://www.mar.mil.br/ciaga/cursos/cursos.htm.

    110. CAD VIANA disse:

      Minha namorada irá se apresentar no CIAGA dia 09. Alguns amigos me informaram que ela ficará incomunicável até o término da adaptação no dia 26. Essa informação procede? Mesmo ao término do expediente ela não poderá efetuar nenhuma ligação do alojamento?

    111. Aline Detoni disse:

      Cad Viana, boa noite! O que dizem a respeito de ficar incomunicável é porque recolhem os celulares dos candidatos durante a adaptação e não é permitido aos mesmos usar os telefones públicos instalados no CIAGA. Porém essa prática fica a critério do Comando e pode ou não ocorrer neste ano. Além disso, há uma provável liberação dos candidatos no 2º fim de semana (no caso, na sexta-feira, dia 20), mas isso também está à disposição do Comando e pode ou não acontecer. Esteja atento às notícias que serão postadas no Jornal Pelicano, isso tudo será informado a vocês.

    112. Werneck disse:

      Oi pessoal, tô indo para o (CIABA), como é a rotina lá? o dia-a-dia? pode enviar e-mail.Abs

    113. Adapt. Of. Al. Willian Cavalcante disse:

      Olá, Werneck..boa noite!
      O CIABA possui um jornal de lá mesmo: Canal 16.
      Abraços!

    Outras matérias interessantes...

    Carreira: Náutica13 de novembro de 2012

    A CNT – Central Nacional de Televisão realizou uma reportagem com o objetivo de divulgar algumas profissões, e a carreira de Oficial Mercante foi uma delas. O vídeo mostra que é uma profissão pouco [...]