• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 36619
    Adaptação 2009, Mercado » terça-feira, 6 de janeiro de 2009 »
    Conheça a carreira do Oficial de Máquinas

    Platinas dos Oficiais de Máquinas

    Platinas dos Oficiais de Máquinas

    A carreira do Oficial de Máquinas é a que possui o maior número de oportunidades em diversos ramos seja embarcado ou em terra. Portando um currículo completo, os alunos formados na Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante com o curso de Máquinas não deixam nada a desejar quando comparados com formandos das melhores faculdades de engenharia, estando, portanto, aptos a trabalhar tanto a bordo quando em vários segmentos da indústria.

    Carreira do Oficial de Máquinas

    CCM, local de trabalho dos Oficiais de Máquinas

    CCM, local de trabalho dos Oficiais de Máquinas

    Assim como os Oficiais de Náutica, os Oficiais de Máquinas são formados na EFOMM (CIAGA ou CIABA) onde estudam em regime militar de internato, recebendo noções de termodinâmica, desenho, motores de combustão interna, turbinas, caldeiras, eletricidade, eletrônica e eletrônica digital para citar algumas. A formação é principalmente voltada a práticas de laboratório e manutenção e condução dos diversos equipamentos existentes a bordo, e comuns a muitas indústrias em terra.

    A praticagem dura seis meses ao invés de um ano como é para os Oficiais de Náutica. Os alunos saem como bacharéis em Ciências Náuticas e recebem a carta de 2º Oficial de Máquinas. A carta de 1º Oficial é entregue após três anos de embarque e é possível chegar ao posto máximo de Oficial Superior de Máquinas em até seis anos. Para tal, além do tempo de embarque, é necessário que se faça cursos de especialização ministrados pelo CIAGA e CIABA.

    O primeiro ano na EFOMM e a difícil escolha

    Automação em funcionamento

    Automação em funcionamento

    No final do primeiro ano do curso básico da EFOMM os alunos devem escolher entre Náutica ou Máquinas, eis alguns pontos que sempre são levados em conta pelos que optam por seguir na carreira de máquinas:

    • Facilidade com termos técnicos e ciências exatas – o estudo de matérias como Termodinâmica, Eletricidade e Eletrônica desperta certo interesse naqueles que normalmente possuem facilidade com matérias do Ensino Médio como Mecânica, Óptica e Eletricidade além dos que por experiência pessoal possuem facilidade com termos técnicos, leitura de diagramas, etc.
    • Curiosidade e/ou conhecimentos gerais com relação a motores, como funcionam ou como realizar sua manutenção adequada.
    • Vontade em ter uma carreira dinâmica com oportunidades tanto a bordo quanto em terra – muito raramente você se verá entediado numa praça de máquinas, o tempo passa rápido e isso de certa forma até ajuda a reduzir a sensação de distância de casa.

    Como toda outra, a carreira é rodeada de mitos, por exemplo:

    • “O Oficial de Máquinas fica SEMPRE no calor da praça de máquinas” – Falso. O Oficial de Máquinas tira serviço no CCM (Centro de Controle de Máquinas), uma sala com ar condicionado de onde toda praça de máquinas pode ser controlada graças ao seu alto nível automação. Atividades realizadas fora do CCM incluem normalmente apenas reparos e inspeções de rotina.
    • “O Oficial de Máquinas NUNCA vai para terra quando o navio atraca em algum porto” – Falso. O Oficial de Máquinas só não desembarca se estiver efetuando algum eventual reparo solicitado pelo chefe de máquinas.
    • “O maquinista é o mecânico do navio” – Falso. Salvo reparos que devem ser feitos por oficiais maquinistas, não se vive a bordo embaixo de máquinas e/ou de ferramentas na mão. Hoje já existem praças de máquinas que podem ficar desguarnecidas em determinados horários e a tendência é o número de navios com esse nível de automação apenas crescer.

    Mercado de Trabalho

    Com os diversos simuladores os alunos aprendem a operar os mais variados equipamentos de bordo

    Com os diversos simuladores os alunos aprendem a operar os mais variados equipamentos de bordo

    Como já foi dito, a profissão do maquinista possui um grande número de opções de trabalho: pode trabalhar na indústria automobilística, farmacêutica, cervejarias, estaleiros, plataformas, etc. A remuneração de um 2OM recém-formado varia de empresa para empresa, mas gira entre 4 e 6 mil Reais. Realizando os cursos de aperfeiçoamento e atingindo o posto máximo de Chefe de Máquinas o salário chega a ficar em torno de 12 mil Reais.

    Como toda carreira, o oficial maquinista enfrenta seus prós e contras, contudo, a gratificação e satisfação de ser um oficial COMPLETO faz a carreira de maquinista expelir um brilho e garbo diferente de todas as outras profissões.

    por Vet. Adapt. Pimentel

    Comentários

    1. Saulo disse:

      Excepcional matéria, acrescentou em minha futura escolha.
      Obrigado.

    2. Gustavo disse:

      Belo artigo. Grato por compartilhar estes detalhes da profissão.

    3. Julio Cesar disse:

      Tanto a matéria quanto o site estão de parabéns!

      É importante também informar que as empresas de navegação, especialmente as de Apoio Marítimo, estão sem marítimos nos seus escritórios e estão constantemente à procura (principalmente) de Oficiais de Máquinas. Isto deve-se ao fato de possuirmos conhecimento da vida do dia-a-dia de bordo, dos maquinários, dos procedimentos da empresa, do profundo conhecimento de Inglês técnico, etc.

      Você, (futuro) Oficial de Máquinas, não se tranque no CCM e no camarote. Sempre que possível, acompanhe as operações no convés, vá sempre ao passadiço, converse com os representantes dos Clientes que estiverem a bordo, …

    4. Igor disse:

      Entre a carreira de máquinas e de náutica qual das duas tem sido a mais disputada atualmente na EFOMM (CIAGA)?

    5. Of. Al. Cipriano disse:

      Boa pergunta! Bem, neste ano que passou foi Náutica.

      É engraçado porque varia de turma pra turma e depende do número de vagas disponíveis para Náutica e Máquinas. Por exemplo, neste ano que passou (e acredito que em 2007 também), houve menos vagas para Náutica do que o número de interessados, porque quem dita as regras é o mercado. Conseqüentemente houve uma preocupação para com os alunos que queriam ser pilotos, mas acredito que a maioria conseguiu a escolha.

    6. Lays Cardoso disse:

      Gostei muito da matéria, tirou muitas dúvidas que eu tinha! Obridaga!

    7. Felipe disse:

      Muito boa a matéria, achei ótima, acabo minha faculdade de engenharia eletrônica agora no final de 2009 e espero poder estar no ASOM em 2010. não me vejo fazendo outra coisa na vida! Tenho algumas duvidas, será que poderiam me ajudar!?

      São duvidas ‘bobas’ mais por curiosidade, porque não conheço nenhum oficial de máquinas…
      Quando se está no navio, se tem alojamento individual ou se divide?
      O horário de trabalho são 8 horas por dia quando se estar a bordo?
      Existe alguma internet via satélite pra gente poder usar?
      Quando o navio pára no porto (li acima que pode sair) tem que voltar para o navio a noite?
      Nossa carteira de trabalho é assinada ou é trabalho via contrato?

      Valeu mesmo pessoal pela ajuda,
      Muito obrigado, espero encontrar vocês em 2010 em algum navio por ai!

      Atenciosamente,
      Fellipe

    8. Bryeno disse:

      Excelente matéria, estou participando do processo seletivo para 2009 e tenho lido cada vez mais. É uma carreira que eu realmente nunca tinha pensando em seguir pois muitos falavam das dificuldades mais cada vez que eu leio fico mais apaixonado por esta profissão.

      Eu tenho um pergunta: Gostaria de ser Oficial de Máquinas e posteriormente Oficial de Náutica com a sua experiência isso será possível? Ou terei muitas dificuldades?

      Abraços

    9. Of. Al. Lorenzeto disse:

      Olá Bryeno, quanto a formação você tem que escolher entre máquinas ou náutica. O que você falou é bem incomum pois as duas carreiras são bem diferentes. A EFOMM com certeza te forma em uma das duas opções, mas eu não se te informar se após isso você pode fazer ASON/ASOM para adquirir a outra especialidade, e eu não sei se isso implicaria em você abrir mão da sua carta inicial. Digo que é incomum pois a maior parte dos formados opta por evoluir na carreira a bordo e em seguida partem para empregos em terra, nunca ouvi um caso onde alguem tenha voltado para trocar de especialidade.

      Espero ter ajudado!

    10. Bryeno disse:

      Perguntei pois queria aumentar minha visão dentro dos navios. Por isso pensei nas duas formações.

    11. Vet. Mayle disse:

      Olha Bryeno existe essa possibilidade sim… mesmo sendo bem incomum… no edital de ASOM/ASON está la que você pode tentar, até onde eu sei você não desiste da sua carreira não acho que fica com as duas cartas… eu faço máquinas e gosto bastante, mas você tem q se basear no que você gosta e quer.. porquê em qualquer carreira você só vai se sentir feliz se fizer com prazer… e caro veterano adaptador Pimentel.. muito bonita as suas palavras… me surpreendeu o quanto você evoluiu com esta adaptação rsrsrs quem diria você usar termos como “expelir brilho” ou garbo rsrsrsrs me impressionou bastante…
      beijos a todos os meus amigos que estão na adaptação.. vocês merecem bastante consideração…

    12. Bryeno disse:

      Olá novamente eu fui classificado para a etapa de exames médicos e teste físico e gostaria de saber das dificuldades sobre os testes físicos ? Em se tratando de natação não tenhos problemas pois nadei por muitos anos e tenho folego ainda e para pegar folego na corrido entrei numa academia para fazer meu tempo cair e dar tudo certo.

      Outra dúvida é se as chances para quem faz o curso com nível superior e os que entram através de provas escritas são as mesmas ? As dicas do site também servem ?

    13. Gisele de Paula disse:

      Sr.(a)

      Obrigada pela matéria.

    14. Vet. Adapt. Pimentel disse:

      rsrsrs…

      Muito obrigado Vet. Mayle!
      02 de fevereiro nos aguarda!

    15. Roni Perez de Mello disse:

      Pimentel: Parabéns pela excelente exposição sobre a carreira do Oficial de Máquinas e a todos os alunos da EFOMM pelo belíssimo site. Sinto um imenso orgulho em ter passado por esta grande escola, onde são formados os verdadeiros homens (e agora) mulheres do mar. Como prova de que a EFOMM abre muitas portas, hoje continuo no setor, mas como Especialista em Regulação da ANTAQ. Aproveitem bem esta fase, vocês terão boas lembranças para contar. Abraço a todos.

      Roni Perez de Mello/Turma 96

    16. Clever disse:

      Olá, gostaria de saber como é a rotina de trabalho de um oficial de máquinas? Tipo, quantos dia no trabalho e quantos dia em casa… Sei que varia de empresa pra empresa, mas a rotina mais normal alguém pode me responder?

    17. Wivianny disse:

      Estão de parabéns, tanto a matéria quanto o site!

      Gostaria de saber, tendo 2º Oficial de Máquinas e 1º Oficial Máquinas e com curso superior, feito curso de (ASOM) como posso chegar ao posto de Oficial Superior de Máquinas?

    18. Máx disse:

      Gostaria de saber se no término do curso os alunos já saem empregados do curso?

    19. George disse:

      Excelente a matéria, gostaria de saber se existe algum meio de entrar na marinha mercante com curso técnico.

    20. Adailton oliveira da silva disse:

      sinto-me honrado com esta proficao pois somos os melhores.

    21. SARA SOUSA disse:

      Entrei no site com intenção de saber do curso de oficial de náutica, porque tenho interesse em ingressar nessa carreira.
      O site é bastante esclarecedor fico grata pelo espaço.

    22. joao disse:

      Gostaria de saber se o sr. teria informações para ASON. Quando abrirá novas vagas. E com relação ao trabalho se todo o tempo que eu estiver na marinha mercante sempre vou viver embarcado?

    23. Al. Souza Mattos disse:

      Olá João, para mais informações sobre o concurso do ASON e quando abrirão mais vagas entre em contato pelo e-mail ason@ciaga.mar.mil.br . Com relação ao trabalho a Marinha Mercante disponibiliza diversas áreas de atuação para o piloto ou maquinista. Você pode trabalhar em plataformas, navio de offshore, planner, navegação, consultoria….Muitas dessas você não precisa está embarcado.

    24. João disse:

      Al. Souza Mattos,muito obrigado pela resposta, só tenho mais uma pergunta e se o sr. pudesse responde-la também ficaria muito grato. Eu acabei de concluir meu curso superior de Eng de Pesca, e gostaria de saber se eu poderia depois do ASON passar para 1º oficial e seguir com a carreira!

      Grato!

    25. Al. Souza Mattos disse:

      Caro João, após conclusão do ASON você se torna 2º oficial de Náutica, podendo atuar na área marítima. Mediante a um determinado tempo de embarque você virá 1º oficial de Náutica. O mesmo acontece com quem conclui o curso pela EFOMM.
      Com relação a inscrição provavelmente só ano que vem que devem divulgar algo no site do CIAGA sobre as inscrições do ASON/ASOM.

      Espero ter ajudado!

    26. João disse:

      Al. Souza Mattos, brigado pelas respostas e me ajudou muito sim. Espero em breve fazer parte da marinha mercante.

    27. peterson disse:

      Gostaria que comentasse mais sobre a carreira inicial do mar. auxilia de máquinas até o oficial superior de máquinas

    28. Daniel Lopes disse:

      Bom dia!
      Estou com uma duvida cruel, sobre o curso de adaptação para oficiais.
      Ja estou na Marinha Mercante a 5 anos, entrei como marinheiro auxiliar de convés em 2005, e hoje sou CTR. Gostaria de saber se haveria possibilidades de cursar o ASON quem se formou em Matematica Licenciatura.
      Obrigado

    29. Lucas Mattos disse:

      Gostaria de saber como faço para fazer a prova pra EFOMM!
      Tenho 18 anos,ensino mêdio completo e fiz o curso de desenho têcnico mecânico e projetismo
      Se alguemsouber me ajude por favor!!!!
      Pois quero muito fazer prova pra EFOMM e me tornar oficial de máquinas.
      Obrigado

    30. Gilmara disse:

      Olá!
      Sou Marinheira Fluvial de Máquinas à 5 anos.
      Gostaria de saber…
      quando inicia novas turmas p/o curso OFICIAL DE MÁQUINAS?
      qual a idade mínima permitida p/ o curso? e,
      qual o tempo do curso?

    31. Thais disse:

      Olá!

      Posto que a prova é realizada uma só vez por ano, e no ano passado as incrições começaram e encerraram-se no mês de junho, eu gostaria de saber se o processo seletivo da EFOMM segue essa linha cronológica padrão (incrições e provas sempre na mesma época dos anos anteriores), e quanto tempo depois do encerramento das incrições o exame intelectual é aplicado aos candidados?

      Eu apreciaria tbm se alguém pudesse me dizer que prova posso fazer para ingressar da MM como suboficial de máquinas, se eu já estiver formada em Estruturas Navais pela ETAM.

      xoxo,

    32. Pimentel disse:

      Thais,

      Fiz também o curso de Etruturas Navais pela ETAM. Contudo, ainda assim preferi fazer o concurso da EFOMM e lá dentro cursar máquinas. Não me arrependo do que fiz, fui e estou muito feliz com minha escolha. Hoje o curso da ETAM serve apenas como mais um curso no currículo e só.

      Quanto à cronologia padrão do concurso: é sim desta forma.

      Espero ter ajudado.

    33. David Malafaia disse:

      MUITO BOM O ARTIGO.
      MAS EU GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE O CURSO DE FORMAÇÃO DE 2º OFCIAL DE MAQUINA E COMO FAZE-LO E O QUE É PRECISO PARA FASER PARTE DETE GRUPO DE CAREIRA.

    34. vitor macedo disse:

      OLÁ,GOSTARIA DE SABER COMO QUE EU FAÇO ,PARA INGRESSAR NA CARREIRA DE OFICIAL DE MARINHA MERCANTE? GRATO VITOR MACEDO.

    35. Marco disse:

      Olá. Gostaria de saber quanto tempo dura o curso para se tornar Segundo oficial de Máquinas??
      Após o término do curso,já sai empregado? e a forma de contratação, é temporária ou efetiva???
      Quem souber, agradeço a  ajuda. 
      grato.

    36. valéria disse:

      achei muito muito bom !!!, espero que mais pessoas assim como eu tenham a oportunidade de conhecer este trabalho que é de nos dá uma visão maior de alcansar os nossos objetivos .  

    37. Filipe Caminha disse:

      Gostei do conteúdo.To no primeiro ano do ensino médio e gostaria de saber onde eu faço os cursos quando acabar o ensino médio.
      Att. Filipe Caminha

    38. marcelly nascimento disse:

      Um ótimo artigo,vou fazer a prova esse ano e foi uma ótima explicação para um dia eu fazer minha escolha….espero que em breve!!

    39. Luccas disse:

      Olá,tenho 15 anos,sou estudante da FAETEC ( Fundação de Apoio as Escolas Técnicas),estou no 1° ano do ensino médio cursando máquinas navais,gostaria de parabenizar pelo excelente artigo(tirei todas as minhas dúvidas nele).Pretendo entrar para EFOMM e enriquecer meus conhecimentos para depois me tornar chefe de máquinas.

    40. Larissa disse:

      Oi,tenho 15 anos,estou na 1ª série do ensino médio,  e essa matéria me ajudou muito a concretizar o que eu já tinha em mente, que é entrar para EFOMM! Me ajudou bastante, tirei todas as minhas dúvidas! Parabéns!

    Outras matérias interessantes...

    Essa matéria visa auxiliar na tão difícil escolha entre Máquinas ou náutica. Não vou “puxar a sardinha” para Máquinas, por ser a minha escolha. Bem, talvez sim. Pra começar, vou fazer um relato pessoal. Por [...]

    Dia do Maquinista20 de outubro de 2013