• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 6527
    Mercado, Mundo, Petróleo » sexta-feira, 1 de março de 2013 »
    Cabotagem, Longo Curso ou Offshore?

    Futuros Oficiais da Marinha Mercante quase sempre se deparam com aquelas típicas indagações: Em qual ramo da navegação devo estagiar ou trabalhar? Em qual me encaixaria melhor?

    Com o objetivo de sanar algumas dessas duvidas, o Jornal Pelicano traz até os leitores informações a respeito dos principais tipos de navegação: Cabotagem, Longo Curso e Offshore.

    Cabotagem, Longo Curso e Offshore

     Segundo o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento do Governo Federal, Cabotagem é o “transporte de cargas realizado entre os portos ou cidades do território brasileiro, utilizando a via marítima ou vias navegáveis interiores”.

     

    O termo originou-se do nome de família do navegador venezuelano do século XVI Sebastião Caboto, que explorou a costa da América do Norte navegando da Florida à Foz do Rio São Lourenço, no atual Canadá.

    Já a navegação de Longo Curso, diferentemente da Cabotagem, consiste no transporte de cargas ou passageiros entre portos de diferentes países, atuando predominantemente nas exportações de produtos entre diferentes países.

    ok

    Dentre todos os tipos de navegação, o apoio marítimo (ou Offshore) é o que vem chamando mais a atenção no Mercado quanto a salários e escalas de embarque.

    Esse tipo de navegação consiste no apoio logístico a embarcações e instalações pertencentes à Zona Econômica e que atuem em pesquisas ou lavra de minerais e hidrocarbonetos, como por exemplo, a atividade petrolífera representada pelas plataformas de refino e exploração de petróleo.

    030629-N-4790M-002

     

    Útil para você, futuro mercante, seria atuar em cada uma dessas áreas como forma de conhecer melhor a vida a bordo em diferentes aspectos, obter conhecimentos, ganhar experiência e principalmente avaliar em qual delas se encaixa melhor.

    Caso não seja possível, é válido buscar informações com profissionais experientes da área. Acima de tudo, tenha em mente a importância de constantemente conhecer mais a sua profissão e ampliar seus horizontes nessa tão bela e, acima de tudo, promissora carreira. E lembre-se que  sempre existirão mares a serem desbravados.

    Bons ventos e mares tranquilos.

    Comentários

    Outras matérias interessantes...