• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 1895
    Mundo, Pirataria » segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011 »
    O Mundo Contra a Pirataria Marítima

    Piratas

    Piratas

    Em 2010, foram registrados 286 incidentes relacionados a pirataria na costa da Somália, tendo como resultado 67 sequestros de navios com mais de mil tripulantes envolvidos. Os números são preocupantes e revelam cada vez mais interesse de criminosos na prática da pirataria.
    Os prejuízos causados por essa atividade vem chamando a atenção das autoridades ao longo dos anos. Como disse o Presidente do BIMCO, Sr. Robert Lorenz-Meyer, representando a Indústria Naval: “Os ataques não são apenas ataques a navios, são ataques a cadeia de fornecimento global em uma das mais vitais rotas marítimas do mundo. Eles ameaçam uma linha de abastecimento vital para a comunidade internacional.” Toda essa preocupação, culminou em um plano de ação da Organização Maritima Internacional (IMO) para combater a prática. Lançado no dia 3 de fevereiro de 2011, o plano tem seis objetivos primários:

      Aumentar a pressão a nível de política para a liberação de todos os que são mantidos reféns pelos piratas.
      Revisar e melhorar as diretrizes da IMO para as administrações e  marítimos e promover o cumprimento pelas empresas de melhores práticas de gestão e recomendar melhores medidas de prevenção, evasão e defesa que os navios devem seguir.
      Promover maiores níveis de apoio e coordenação com as marinhas.
      Promover procedimentos anti-pirataria de coordenação e cooperação entre Estados, regiões, organizações e empresas.
      Ajudar os Estados a construir capacidade de previnir, proibir e levar a justiça aqueles que cometem atos de pirataria e assalto a mão armada contra navios nas regiões infestadas de pirataria.
      Prestar assistência aqueles atacados ou sequestrados por piratas e suas famílias.

    Contudo, o Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon, enfatizou onde está a verdadeira fonte do problema da pirataria. “Embora a piratia se manifeste no mar, as raízes do problema são encontradas em terra. Esta é uma questão complexa. Mas, em essência, a pirataria é um crime que é impulsionado por dificuldades ecônomicas, e que floresce na ausência de efetiva aplicação da lei.”

    fonte: http://www.imo.org/MediaCentre/PressBriefings/Pages/04-2011-WMD-launch.aspx
    Por Al. Areias

    Comentários

    1. Fernando Basílio Mairosse disse:

      Bom noite? gostaria de expressar os meus agradecimentos sobre este artigo que bastante rico, neste momento estou escrevendo uma monográfia para obtenção do diploma em relações internacionais e diplomacia em Moçambique e este está me ajundando pois o meu tema é desafios do exercício da soberania marítima dos Estados costeiros. Caso de Moçambique, e portanto queria sugerir que escrevessem também outros desafios do exercício da sobrenia costeira não só a pirataria e caso que contraria tenham agradecia que me enviassem. Mais uma vez meu muito obrigado.

    Outras matérias interessantes...

    O interesse  pelo mar começou há milhares de anos,  com o homem em busca de alimento. Desde então vem ampliando a exploração daquele meio visando incrementar a atividade  econômica e a qualidade de vida das […]