• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 5392
    Mercado » segunda-feira, 25 de maio de 2009 »
    Plataforma de Mexilhão

    mexilhao-2Pode-se ver, passando pela ponte Rio-Niterói, quase concluída, uma das maiores construções  feitas no Brasil. É a maior estrutura metálica “offshore” de petróleo e gás do país, que está sendo construída no estaleiro Mauá, em Niterói. São 230 metros de altura.

    Inicialmente  prevista para começar a operar nos primeiros meses de 2009, não foi possível. O  presidente do estaleiro, Domingos D’ Arco, informou que a conclusão está prevista para o mês de agosto. Ao término, ainda serão feitos testes no mar por cerca de quatro meses.

    A plataforma PMXL-1 tem como  destino o Campo de Mexilhão, localizado na Bacia de Santos. Somente a Plataforma teve custo estimado de  US$ 1,19 bilhões. O valor total, consideradas outras instalações, chegará aproximadamente  a US$ 3 bilhões. O metal para sua construção está vindo da China, o que retarda um pouco a construção.

    Com o grande destaque da plataforma a Petrobrás  aproveitou e lançou uma faixa nas obras : “Plataforma de Mexilhão: mais gás para o Brasil”. Essa construção será muito benéfica para o país evitando a demissão de muitos funcionários.

    Mexilhão em números

    • Produção diária de 8 a 9 milhões de metros cúbicos de gás no primeiro semestre de 2010.
    • Capacidade de produção –  15 milhões de metros cúbicos de gás diários, produzidos entre 2010 e 2011
    • Investimento de US$ 2 bilhões
    • Altura da PMXL-1  – a estrutura metálica da plataforma tem 230 metros, sendo 182m a altura da jaqueta, a mais alta da América Latina
    • Gasoduto  –  145 quilômetros, compreendendo dutos com diâmetro de 34 polegadas
    • Profundidade dos poços de gás –  lâmina d’água entre 320m e 550m, estando os poços a cerca de 20km da PMXL-1

    texto por Al. Antônio

    Comentários

    1. Anderson Tomaz da Silva disse:

      Eu achei o máximo! Queria saber ser tem cursos nessa área, muito obrigado!

    2. Luiz Ricardo Leal . disse:

      Extraordinário!!! Trabalho na área a 29 anos. Trabalhei na construção de várias Plataformas, inclusive na fase final(acabamento) dos módulos de geração e alojamento da Mexilhão 1, na ilha do Caximbau , e hoje me vi premiado com esse artigo. Em poder ver pela primeira vez um lançamento de uma Jaqueta, é de tirar o fólego! Parabéns à vocês pelo artigo,parabéns Brasil pelo Progresso! Muito Obrigado! Atenciosamente: Luiz Ricardo Leal. Técnico Industrial em Estruturas Navais.