• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • Petróleo » segunda-feira, 26 de agosto de 2013 »Obras complementares da P-63 são concluídas

    petrobras_p63Nessa sexta-feira, dia 23, o navio-plataforma P-63 saiu da Ilha de Santana, em Macaé (RJ), tendo concluído suas obras complementares decorrentes da alteração do layout submarino dos poços, com o propósito de atender as condicionantes do processo de licenciamento ambiental.

    A unidade segue agora, com o auxílio de rebocadores, para sua locação definitiva no campo de Papa-Terra, situado no pós-sal da Bacia de Campos. Com o início da produção da plataforma estipulado para 23 de outubro, a Petrobras declarou que tudo foi feito “rigorosamente dentro do prazo previsto”.

    A P-63 é uma das novas unidades que iniciarão suas operações em 2013, contribuindo para alcançar as metas do Plano de Negócios e Gestão 2013-2017, através do aumento da produção de petróleo da companhia. A plataforma tem capacidade para processar 140 mil barris/dia de petróleo e comprimir 1 milhão de m³/dia de gás.

    A partir do navio-tanque BW Nisa, no Estaleiro Cosco, China, a P-63 foi convertida em uma plataforma FPSO (Floating Production Storage Offloading). As últimas etapas de sua construção ocorreram no Canteiro da QUIP/Honório Bicalho, localizado em Rio Grande (RS), empregando 1.500 trabalhadores no pico das obras.

    Dados Técnicos da P-63

    Dimensões do casco (compr. x larg. x alt.): 340 m x 58 m x 28 m

    Acomodações: para 110 pessoas

    Peso total do Topside (convés/módulos): 18.500 toneladas

    Conteúdo Local da Unidade Estacionária de Produção: 65%

    Produção de Petróleo: 140 mil barris por dia

    Compressão de Gás: 1 milhão m³ por dia

    Injeção de água: 340 mil barris por dia

    Investimento: US$ 1,3 bilhão

    (Fonte: Portal Naval)

    Comentários

    Outras matérias interessantes...