• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 1979
    Curiosidades, Mercado, Mundo, Navios » sexta-feira, 12 de julho de 2013 »
    Trabalhar a bordo de cruzeiros – Fique por dentro

          O Jornal Pelicano recentemente lançou uma série sobre os diferentes tipos de navios, tendo como foco, em uma de suas publicações, os navios cruzeiros. Para muitos, trabalhar em cruzeiros é um grande sonho a ser realizado, mas você sabe quais são os requisitos fundamentais? Como é o trabalho a bordo desses navios? Qual o Salário médio? Baseado nessas dúvidas, extraímos de um Blog especializado em Cruzeiros, perguntas como essas que muitos gostariam de ver respondidas e esclarecidas. Se você almeja fazer parte da tripulação de um cruzeiro, leia as perguntas abaixo e pesquise maiores informações. Afinal, é sempre importante  manter-se atualizado e informado.

    cruzeiro-nacional Que idioma é essencial para trabalhar a bordo? Todas as companhias possuem o inglês como idioma oficial, visto que um navio de cruzeiro pode ter até 30 nacionalidades diferentes trabalhando a bordo. Já imaginou ter que conversar em tagalo com um filipino ou hindú com um indiano? Algumas companhias possuem preferência por mais de 1 de idioma, como o caso da Iberojet e da Costa Cruzeiros, que possuem preferência por candidatos com o idioma espanhol e italiano respectivamente.

    Caso seja aprovado numa agência de recrutamento, qual o passo seguinte? Se aprovado, será encaminhado para um curso de vida à bordo, geralmente ministrado por ex-tripulantes. Apesar de assustar algumas pessoas no começo, este curso é importante, pois transmite a realidade do trabalho num navio de cruzeiro. Passado este treino, vai ser encaminhado para a entrevista com representantes da companhia. Cada companhia possui o seu método de entrevista e as suas etapas. Estas informações serão fornecidas pela agência de recrutamento.

    Passado a entrevista qual o próximo passo? Exames médicos e STCW. Os exames médicos variam de companhia para companhia, mas em geral os exames são os seguintes: Hemograma completo, Exames de urina e fezes completo, TGP e TGO para identificar hepatite, Teste de Mantoux (PPD) para identificar tuberculose, Raio-x de pulmão, Cultura de garganta (Orofaringe), Anti-doping completo. Este exame detecta qualquer substância, e é realizado por todas as companhias de cruzeiro. Algumas companhias realizam o exame antes do embarque e outras depois de embarcado. Durante o contrato os tripulantes realizam este exame periodicamente. Caso seja identificado substância proibida no organismo do tripulante este é automaticamente desembarcado, e se for encontrado drogas ilíctas com o tripulante, este é colocado à disposição do país onde o navio está atracado. Em alguns países a posse de estupefacientes é pena de morte, a exemplo do que ocorre na Indonésia e Marrocos. Pense bem!

    Onde vou embarcar? Depende de onde o navio está no dia do seu embarque. Em geral os embarques são realizados nos Estados Unidos ou em algum país da Europa, quando no meio do ano. Quando no final do ano, pode ser que embarque no Brasil ou EUA.Oasis_of_the_Seas

    O que é visto C1D? É um visto emitido pelo Consulado dos Estados Unidos para tripulantes de navios de cruzeiro. Caso o seu navio tenha o território americano como ponto de paragem, este visto torna-se obrigatório. Na realidade este visto são dois, pois o C1 é um visto de trânsito, que assegura ao tripulante de navio permanecer 72 horas em solo americano sem a necessidade de visto de turismo e o visto D é o visto destinado a marinheiros e tripulantes de navios. Informações sobre este visto são passados pela companhia antecipadamente.

    O que é crew, staff e oficial? Crew é todo o tripulante que trabalha nos bares, restaurantes e departamento de housekeeping do navio. Em geral os crews possuem os melhores salários, mas também possuem a maior carga horária de trabalho. Staff são as pessoas que trabalham nos free-shops, casinos, recepção, excursão, entretenimento e lojas de fotografia. Em geral ganham bem menos que os crews, exceto os funcionários de free-shop e fotografia que ganham comissão sobre vendas. Em geral dormem em cabines melhores que as dos crews e possuem refeitório separados. Em algumas funções, os staffs usam roupa branca, como por exemplo o pessoal de recepção. Oficial é todo tripulante que comanda os “sinais vitais” do navio, como comandante, segundo-comandante, engenheiros, pessoal de manutenção, administração, segurança e recursos humanos. Usam roupa branca e as listas verticais nos ombros indicam qual o grau de importância possuem no navio. Os oficiais ganham salário fixo, dormem em cabines privativas e possuem refeitórios e camareiros próprios. As companhias geralmente contratam ex-oficiais da marinha e pessoas com cursos e muita experiência na função.

    Posso fazer carreira a bordo de um navio? Sim, pode. Para isso basta destacar-se na sua função e ser bem avaliado pelos seus superiores. Geralmente as promoções acontecem depois do primeiro contrato. Existem casos de tripulantes que chegaram a cargos de gestão em apenas 3 contratos. Depende onde quer chegar. As companhias gostam de pessoas que façam carreira a bordo dos navios, pois com isso minimizam custos de treino e contratação de novos tripulantes.

    royalQue tipo de lazer há a bordo para tripulantes? Os cruzeiros investem em festas para que os tripulantes possam se divertir um pouco, conhecer e interagir melhor com a equipa de bordo. Essa iniciativa é para motivar os funcionários pois a desistência é grande devido a saudades da família, cansaço, sentimentos que afloram enquanto se encontra completamente isolado da sua rotina. Outro detalhe, não é permitido ao funcionário passear pelas áreas comuns do navio por onde circulam os passageiros, exceto, claro, garçons e animadores. Mas é possível, em período de folga, quando o navio estiver ancorado, dar um passeio pela cidade, conhecer, fazer compras, fotos, etc.

    Quanto é o salário médio? Aqueles que recebem gratificações dos passageiros (garçons, barmans, camareiras, etc) ganham em média entre U$1500 e U$4000 por mês com as gorjetas já incluídas. Os que não recebem gratificações (técnicos, navegadores e escritório) recebem entre U$350 e U$500 por semana. Os gastos são praticamente zero, pois as companhias fornecem uniformes, alimentação e acomodação (em geral 2 a 4 tripulantes por cabine). O atendimento médico é gratuito. O seu empregador irá pagar pelo seu seguro saúde. O acesso a internet é caro a bordo, também há freeshops e bar da tripulação.

    FONTE: Todas as perguntas e respostas foram extraídas do Blog dos Cruzeiros. Para maiores informações acesse: www.blogdoscruzeiros.com

    Continue conectado e mantenha-se informado.

    A equipe do Jornal Pelicano agradece.

    Comentários

    Outras matérias interessantes...