• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 1597
    Mercado, Mundo, Petróleo » quarta-feira, 16 de março de 2011 »
    Laboratório será contruído em plataformas

    plataforma_petroleo2Em um simpósio promovido na sede do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em Brasília, o Ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, apresentou uma proposta que fará o Brasil dar um grande passo nas pesquisas sobre o mar.

    A idéia é transformar uma plataforma brasileira em um laboratório em alto mar dedicado a pesquisas científicas e tecnológicas. Possivelmente serão aproveitadas as estruturas de plataformas de exploração de petróleo que estão sendo desativadas pela Petrobrás.

    Serão feitas, no futuro laboratório, pesquisas marinhas relacionadas às correntes oceânicas, vida marinha, geologia, biotecnologia e principalmente geologia do petróleo, visando o auxílio na exploração do pré-sal.

    Já existe uma iniciativa que coleta dados sobre o mar desde 1997. O Projeto Pirata consiste em um conjunto de bóias oceânicas ancoradas no Atlântico Tropical que registram diariamente os valores de temperatura, salinidade e precipitação, sendo utilizados para o estudo do clima e do oceano.

    Esses dados são transmitidos por satélites para o Brasil, França e EUA. As informações adquiridas são processadas e disponibilizadas na internet, na página do INPE (Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais) e enviadas a centros de meteorologia para serem utilizados para as previsões de tempo.

    No Brasil, esse processo é feito pelo INPE, com a participação da Diretoria de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil, do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (USP), do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), e da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), entre outros.

    Atualmente, o país está trabalhando para que todo o processo das boias – calibração de sensores na construção das bóias, coleta dos dados, retirada anual do mar para calibrações – seja feito no Brasil, o que antes era concluído nos EUA.

    Tomando como base o Projeto Pirata, concluiu-se nos debates que o futuro laboratório oceânico irá impulsionar as pesquisas oceanográficas no Brasil, sendo um grande investimento, tanto do ponto de vista político-estratégico quanto científico.

    Comentários

    1. julio cesar da silva oliveira disse:

      sou aluno do curso de tec,em eletrotecnica pelo ifpa, aluno do curso de segurança do trabalho e aluno do curso de ingles. Quero saber mais sobre as partes que compoem uma plataforma de petroleo pois me é muito importante saber. quero aprender as respectivas partes para falar em ingles mais tarde com as pessoas que nao falam português, pois pretendo trabalhar em plataformas de petróleo.muito obrigado pele atenção.

    Outras matérias interessantes...