• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 5361
    Pirataria » segunda-feira, 30 de novembro de 2009 »
    Piratas sequestram Navio Maersk Alabama

    MaerskPela primeira vez em cerca de 200 anos, um navio americano foi capturado por piratas.

    Piratas somalis tentaram sequestrar o navio conteneiro Maersk Alabama, de 17.500 toneladas, no dia 08 de abril. A tripulação composta por 20 americanos, treinada para lidar com ataques de piratas, retomou o controle do navio. Porém, quatro piratas ao fugirem na baleeira (embarcação salva-vidas), conseguiram manter o Capitão Richard Phillips de 52 anos como refém. Foi relatado que o Capitão se ofereceu como refém para salvar sua tripulação.

    O barco salva-vidas ficou a deriva por falta de combustível. Mediante tal situação a tripulação, que havia capturado um dos piratas, tentou negociá-lo em troca do Capitão, mas não obteve êxito.

    quick-study-pirate-01-afNo dia 09 de abril o navio de guerra USS Bainbridge (DDG 996) chegou à área de seqüestro e cercou a baleeira com a ajuda de uma força tarefa contra pirataria, que estava fora de Bahrain, e começaram o processo de negociação.

    Os piratas estavam exigindo uma enorme quantia de dinheiro para a liberação do Capitão e advertiram sobre o uso da força para garantir a sua liberdade. O capitão Richard, na noite de 11 de abril, saltou para o mar e tentou nadar em direção ao destróier, mas os piratas também pularam na água e o recapturaram.

    No dia 12 de abril teve fim o seqüestro do Capitão após a ação de atiradores de elite.

    Um Oficial da Marinha Americana disse que só foram necessários três disparospara os Snipers militares matarem o trio de piratas que mantinha o Capitão Richard Phillips (Comandante do Maersk Alabama) como refém na baleeira em alto mar.

    O Vice-Almirante William E. Gortney (Comandante das Forças Navais do EUA) disse que os tiros aconteceram rapidamente depois que os sequestradores foram observados por marinheiros a bordo do USS Bainbridge – “eles estavam com suas cabeças e ombros expostos”.

    special-navy-escort-walks-down-a-stairway-of-the-us-merchant-ship-maersk-alabama-at-a-dock-in-the-kenyan-coastal-city-port-of-mombasaQuestionado como os atiradores de elite puderam matar cada pirata com um único tiro na escuridão, o Alte Gortney descreveu-os como “extremamente bem treinados”. Ele disse a NBC’s Today Show que o tiro dado pelos atiradores de elite foram ordenados pelo Comandante do navio USS BAINBRIDGE (destróier) depois de os piratas estarem visíveis.

    Autoridades militares elogiaram os atiradores pela precisão dos disparos , e os descreveram como notáveis, pois a ação ocorreu a noite, na popa do navio, que não era estável.

    Oficiais também relataram que os atiradores tiveram que agir após constatarem que um pirata portava um fuzil AK-47 tão perto do Comandante Phillips que a arma parecia encostar nele.

    “Estou muito satisfeito que o Capitão Phillips foi resgatado e está em segurança a bordo do USS Boxer”, disse o Presidente Barack Obama em comunicado da Casa Branca. “Sua segurança tem sido a nossa principal preocupação, e eu sei que isso é um alívio para sua família e tripulação.

    por Al. Souza Mattos

    Comentários

    Outras matérias interessantes...

          O Café com a SAMM do dia 10 de outubro contou com a presença do 1ON Pedro Rodrigues Paiva, ex aluno da EFOMM. Tripulante do NT CARTOLA, pertencente à frota da Transpetro, […]

    Novos métodos anti-pirataria23 de outubro de 2013
    Ataque ao Cartola22 de setembro de 2013