• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 2133
    EFOMM » sexta-feira, 3 de julho de 2009 »
    Sexto dia — Mais uma bateria de inspeções!

    QEP dos Compressores

    QEP dos Compressores

    Hoje pela manhã o inspetor da Bureau Veritas continuou a inspeção na Praça de Máquinas. Foram inspecionados os sistemas de alarme e desarme dos MCA’s, sistema de refrigeração por água doce, os pressostatos de óleo lubrificante e fuga de combustível. O Chefe de Máquinas e o inspetor pediam os alarmes e o Sub-Chefe e equipe ficavam responsáveis por simular as falhas. Na equipe estavam inclusos: Eletricista, Mecânico, Praticante de Máquinas, Marinheiro de Máquinas, Lorenzeto e eu.

    Enquanto as inspeções ocorriam concomitantemente o Lorenzeto, o Marinheiro de Máquinas Pedro e eu estávamos fazendo outras manobras; enchemos o tanque de óleo lubrificante dos balancins, ligamos o purificador de DO (Diesel Oil), que retira o óleo do tanque de sedimentação, purifica e joga no tanque de serviço para ser usado pelos MCA’s. Após o tanque estar cheio desligamos o purificador e paramos para o almoço.

    No almoço tivemos, feijão, arroz, repolho com bacon, carne de porco e farofa. Satisfeitos, voltamos para a Praça de Máquinas.

    Inspetor na Máquina do Leme

    Inspetor na Máquina do Leme

    Após o almoço o inspetor deu sequência a inspeção na Praça de Máquinas começando pelos alarmes de segurança do MCP. Foram testados os seguintes alarmes: neblina no cárter, fuga de combustível, pressão baixa de óleo lubrificante, pressão baixa de água doce de alta temperatura. Se algum desses alarmes dispara o MCP fica impossibilitado de funcionar. Os compressores das ampolas de 30bar também foram testados assim como o separador de água e óleo.

    Controle local da máquina do leme

    Controle local da máquina do leme

    Foram realizados testes das válvulas de fechamento dos tubos de sondagem e várias válvulas de fechamento rápido ativadas remotamente por óleo hidráulico bombeado manualmente por alavancas.

    Na máquina do leme foram testadas primeiramente as duas bombas hidráulicas, uma de cada vez, e então testados os controles local e remoto e o sistema de comunicação com o passadiço.

    Finalmente, na cozinha foram testados o exaustor, a ventilação e o fechamento da janela de ventilação para o caso de incêndio.

    Há uma pequena possibilidade de sairmos do terminal na madrugada do dia 4. Teremos então a chance de ver o MCP funcionando.

    Até lá!

    por Adapt. Al. Túlio

    Comentários

    1. Natanael disse:

      É bastante inteligente, vocês estão de parabéns!

    2. Thaís disse:

      Amor adorei a matéria!!!
      PARABÉNS!!!