• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • Mundo, Navios, Petróleo » sábado, 12 de outubro de 2013 »A transformação do SS Manhattan

    capa

               Há aproximadamente 46 anos atrás, a Esso ( atual EXXON ) comprou o maior navio tanque da época, o SS Manhattan, para transformá-lo em um quebra gelo em decorrência da implementação de um serviço de transporte de óleo cru pela passagem aberta, em 1957, por dois quebra gelos e um navio patrulha da Guarda Costeira dos EUA, de um “canal” com profundidade suficiente para que um grande navio pudesse passar através das geleiras . Deste modo,  surgiu finalmente uma rota que poderia ser usada por apenas navios preparados para vencer o gelo.

    .

    fig 1Construído em 1962 no estaleiro Bethlehem Steels’ shipyard em Quincy, Massachusetts, o SS Manhattan era o maior navio mercante até então construído nos EUA sob bandeira americana (também considerado o maior navio tanque da época). Com 43 mil cavalos de potência, o que naquela ocasião significava ser uma vez e 1/2 mais potente do que outros navios de tamanho similar, além do seu grande poder de manobrabilidade em comparação com as demais embarcações da época,  tornou-se o navio mais adequado para tal tarefa, pois era o único do seu tipo no mundo. Converter um navio tanque convencional em um quebra gelo foi um tremendo desafio. Para isso, a Esso contratou a finlandesa Wärtsilä para elaborar o projeto e construir um cinturão de proteção no casco do navio, além de uma nova proa.

    .

                                Conversão em tempo recordemanha-diq
    Exatamente em Fevereiro de 1969, o “supertanker” SS Manhattan, subiu o Rio Delaware em Nova Jersey, onde o maior dique flutuante dos Estados Unidos o esperava. Não demorou muito e o navio gigante foi retalhado em 4 grandes partes. Para que a conversão ficasse pronta dentro do tempo previsto, foi necessário enviar cada parte desmembrada do navio para 4 diferentes estaleiros que trabalharam simultaneamente, algo jamais feito anteriormente na indústria marítima. Em Setembro de 1969, sete meses depois, o navio já estava pronto para as provas de mar e para receber seu primeiro carregamento. Na conversão foram gastos 54 milhões de dólares, o navio ganhou e muito aço adicional, uma nova proa, um grande cinturão ao redor do costado e sistemas anti congelamento.

     

    2

    apos

    .


     

    northwest-passage-manhattan-1969-300x188

    O SS Manhattan teve triste fim em 1987, quando enfrentou o tufão Thelma na Coreia do Sul e encalhou, sendo após isso retirado e desmanchado na China.

     

    Fonte: Blog Mercante

    Comentários

    Outras matérias interessantes...

    Navios quebra-gelo10 de novembro de 2013
    Docagem20 de agosto de 2013