• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • EFOMM, Rotina » terça-feira, 10 de setembro de 2013 »Doando sangue, salvando vidas! – 1º e 2º ano da EFOMM

    Na última semana, mais especificamente no dia 3 de setembro – durante a Semana Qualidade de Vida que ocorria no CIAGA para os Alunos da EFOMM com diversas palestras informativas – ocorreu a  Doação de Sangue de alunos voluntários do 2º ano e 1º ano da EFOMM.

    As doações foram ao Hospital Naval Marcílio Dias (HNMD), Rio de Janeiro, RJ.

    Os alunos foram demonstrando disposição e bem-estar.
    Chegando à enfermaria do CIAGA, foram disponibilizadas as
    fichas para preenchimento dos alunos e início do processo.

    “Doar sangue não exige muito tempo,sangue(1)
    apenas solidariedade e vontade de salvar vidas.
    Mais do que uma atitude nobre e solidária, é um gesto de amor ao próximo”

    ” Se todo cidadão saudável doasse duas vezes ao ano, não teríamos falta de sangue.”

     

    “A ação de doar sangue é manter viva a esperança de pessoas que tem doenças degenerativas ou sofreram acidentes e também em casos de emergência.”

    Dentre os alunos que puderam doar sangue, pudemos notar a presença de grande maioria dos componentes do Jornal Pelicano  do 2º ano,inclusive.
    Pudemos conversar com alguns alunos presentes e deram suas opiniões:

    “Não dói quase nada. Só na hora da agulha mesmo e pronto.
    Um pouquinho e já acabou. Fiquei deitado o tempo todo e até teve lanche no final!
    Valeu a pena doar e saber que estou ajudando alguém!”

    ” Esta não é minha primeira doação, já doei, da última vez sabendo quem seria o paciente e não me arrependo até hoje. Da primeira vez, como é normal na maioria dos doadores, fiquei preocupada com a agulha(risos), mas quase não senti nada.
    Olhei para cima, conversei com os enfermeiros e nem vi o tempo passar.
    E tem funcionado. Fico feliz ao saber que estou ajudando a salvar uma vida, não só como cidadã, mas como ser humano.
    É uma questão de querer bem ao próximo, ser solidário.
    Temos saúde,  podemos doar e ajudar alguém e não faz mal. “
    Al. Taynan

     

    Comentários