• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 1127
    Curiosidades, Mercado, Mundo, Navios » terça-feira, 9 de julho de 2013 »
    Série Tecnologia: Sistema de propulsão inspirado em polvo

       O jornal Pelicano abre mais uma nova série de matérias que, semanalmente, mostrará as mais novas tecnologias em desenvolvimento ou que já estão sendo aplicadas no ramo da Indústria Naval. A primeira matéria tem como inspiração a natureza e fala a respeito de um novo sistema de propulsão desenvolvido por Pesquisadores do Fraunhofer Institute, na Alemanha, baseado no mecanismo de locomoção do polvo.

    Idéia Principal

          Animais cefalópodes, como o polvo, podem se movimentar utilizando os tentáculos como pernas. Mas quando o assunto é velocidade, esses animais são capazes de encher um de seus compartimentos com água e expelir o líquido com forte pressão através de uma espécie de “sifão” criando, desse modo, um impulso suficiente para escapar de qualquer perigo. Foi esse mecanismo natural que inspirou o desenvolvimento do sistema de propulsão naval sob encomenda da Manufacturing Engineering and Automation, em Stutgard.

    ok

    Sistema de Propulsão inspirado em polvos

           O Sistema de propulsão funciona de forma similar utilizando bulbos de polímero de plástico para armazenar a água. A diferença é que o equipamento é produzido de uma só vez em uma impressora 3D, com exceção do pistão hidráulico, que é a peça que contrai o bulbo e expele o líquido.
    Os protótipos atuais, confeccionados em uma impressora 3D, são capazes de mover pequenos barcos e até algumas lanchas, mas o propósito do projeto é construir modelos gigantes capazes de substituir turbinas de navios.

    polvo

    FONTE: Digital Journal

    Sistema de Propulsão inspirada em polvo x Sistema de Propulsão por hélice

            Em comparação à propulsão atual com hélices, o sistema inspirado no polvo não oferece risco nenhum à vida marinha, pois não é composto por partes afiadas que possam atingir os animais marinhos. Esse sistema também não necessita peças rotativas, tornando-o mais silencioso quando comparado ao motor a diesel ou turbina a gás . E por fim, sua manutenção é barata devido a baixa complexidade do seu mecanismo.

    Fonte: PODER NAVAL

    Continue conectado e mantenha-se informado.

    A equipe do Jornal Pelicano agradece.

    Comentários