• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 5310
    EFOMM, Entrevistas » quinta-feira, 15 de abril de 2010 »
    Entrevista com a Imediato-Aluna Letícia

    1. O que a motivou Imediato-Aluna Letícia a ingressar na Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM)?

    Eu estaria mentindo se não respondesse que o que mais me motivou foi a estabilidade econômica que a carreira me proporcionaria. Antes de entrar na EFOMM, eu não conhecia nada da profissão, sabia apenas que teria que ficar embarcada e que o salário era muito bom. Porém, agora sei, que ser uma oficial da Marinha Mercante é muito gratificante.

    2. Porque optou pelo curso de Máquinas?

    Optar por Máquinas ou Náutica foi uma das coisas que eu mais senti dificuldade na EFOMM, isso porque, no final do primeiro ano, que é quando devemos fazer a escolha, ainda não temos noção suficiente do que realmente um oficial de Náutica ou de Máquinas faz; em que ramo eles podem trabalhar. Quando entrei na EFOMM, já pensava em fazer Máquinas, visto que sempre gostei de consertar equipamentos em casa, sempre fui muito curiosa e gostava de conhecer o funcionamento das coisas. Uma outra razão que me motivou a optar pelo curso de máquinas, foi a ampla oportunidade de emprego em terra.

    3. Por quanto tempo pretende ficar na Marinha Mercante?

    A carreira de um oficial da Marinha Mercante não é nada fácil: ficar longe dos familiares e amigos é algo extremamente complicado. E é por isso, que muitos optam por trabalhos em terra ou em offshore, já que o regime embarcado é bem mais suave. No meu caso, a distância, a primeira vista, não será um obstáculo muito grande. Já me acostumei a ficar longe dos meus pais e amigos por algum tempo, visto que não moro no Rio de Janeiro e, muitas vezes, a viagem para casa se torna, apesar de muito satisfatória, muito cansativa. E, portanto, as vezes, como por exemplo em época de prova, é melhor permanecer na EFOMM durante todo o final de semana, do que ir para casa e voltar muito cansada. Eu pretendo ficar embarcada por um período de mais ou menos 5 anos, fazendo longo-curso e adquirindo conhecimentos técnicos para depois trabalhar em plataformas ou em offshore.

    4. Que dificuldades encontrou na escola?

    As maiores dificuldades que eu encontrei foram: a escolha do curso, a mudança de rotina e a saudade de casa.

    5. Pretende ir para a Marinha de Guerra?

    Não, eu não pretendo ir para Marinha de Guerra.

    6. Como é o trabalho de Imediato-Aluna?

    Ter atingido um cargo de tanta responsabilidade foi uma grande satisfação. O trabalho de Imediato-Aluna é algo muito cansativo, porém extremamente gratificante. Como Imediato-Aluna, uma das minhas principais tarefas é fazer a escala de serviço de todos os alunos e auxiliar o Imediato do Corpo de Alunos no que ele precisar.

    7. Já pensou em seguir outra carreira?

    No mesmo ano em que prestei concurso para EFOMM, fiz prova para Engenharia Civil na Universidade Federal de Juiz de Fora, contudo nunca pensei em fazer algo que não fosse EFOMM.

    8. O que vai levar da Escola?

    Além dos conhecimentos sobre Máquinas, o que vou levar serão as amizades.

    9. Como se sente sabendo que é o último ano?

    Ao mesmo tempo que estou ansiosa para embarcar, estou triste em saber que cada um seguirá um caminho diferente e que não conviverei mais com meus amigos, como ocorreu durante três anos consecutivos.

    Por Al. Luana Terra

    Comentários

    1. Rafael disse:

      Adoreeii demais,isso essa coisa tem servido de insentivo para mim!

      Estou ate muito afim de entra na EFOMM!

    2. Bruna disse:

      Eu pretendo prestar concurso para Efomm este ano, mas eu gostaria de saber um pouco mais sobre depois desses 3 anos que passamos ai.. temos que procurar uma emprego?
      obrigado

    3. Ramires Avatar Duarte disse:

      Marinha do Brasil – Letícia Luana Terra = Exemplo de preparação,superação e concretização.

    Outras matérias interessantes...