• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 2216
    Esportes » quinta-feira, 4 de junho de 2009 »
    Grandes Momentos da Equipe de Remo

    fotos por Adapt. Al. Guimarães e Al. Souza Mattos

    Comentários

    1. Al. Kafa disse:

      Muita saudade dessa equipe!
      Foram muitos sábados, muitas correrias, muita tensão nas regatas… Mas a cada vitória, era um novo ânimo!
      Ainda bem que eu apareço em algumas fotos aí!

    2. Luiz GUSTAVO Cruz disse:

      Não tem como olhar pra coisa hoje e não me lembrar da reativação do Remo no GVEFOMM em 2000/2001…
      Tínhamos o ICARAÍ como O barco xodó da galera, mas pra treino só gostávamos do outro (que já não me recordo o nome) que era mais pesadão. Lembro que trabalhamos muito lavando e encerando aqueles barcos… até a primeira grande reforma com pintura e tudo que o GV conseguiu dar!

      Reativamos as competições de escaler-remo; conseguimos as primeiras comendas para a equipe de remo (tinha até esquecido disso… sou comendador ainda, e com 1 estrelinha! rs); as primeiras medalhas foram com meus contemporâneos no barco… o primeiro uniforme bancamos do nosso bolso (e tenho minha camiseta até hj)… enfim. O GRANDE Mestre Pedro lá conosco no dia-a-dia apoiando a galera que não queria nada nos treinos, mas que incrivelmente (na maioria das vezes) não perdia nas competições pros FN, CIAA, e óbvio, nunca pra EN!! Isso era bacana… o bando da Mercante bancando de Romário e seu “treinar pra que?!”. Depois que veio o Beetoven, que por sinal no início era nosso desafeto pois achávamos que ele quando árbitro roubava para os adversários (rs) a coisa ficou mais puxada; chegamos até a treinar na musculação!! Grande Beetoven…

      Um parágrafo sobre o Mestre Pedro: quem não teve a oportunidade de conhecê-lo, eu diria que se o Remo na EFOMM não morreu foi por ele. Quem sabe um dia não teremos o Troféu Mestre Pedro na regata CIAGA de Remo, em reconhecimento a essa figura sensacional que nos deixou de uma forma horrível enquanto eu estava embarcado no PREST, e só me contaram quando cheguei ao Brasil de volta.

      Desse tempo, mais forte 2001/2002, me lembro dos “vogas loucas” do Icaraí, com Elisan e Vargas; Marcos de patrão; eu e Magno de proa; Luis Carlos sota-voga com o Tardin; nas outras posições tivemos o Leitão, Vilar entre outros! Remos de fibra? Nada… remávamos nos de madeira pesadão que tínhamos lá desde 1900 e Cmt Adilson Coelho era aluno! rs

      O ITAMAMBUCA erá só um sonho, quebrado e jogado lá no canto da garagem de barcos. Minha surpresa foi quando voltei uns anos depois para ver a formatura dos meus feras e encontrei o BUCA lá novinho! Mas pelo visto, o bom e velho ICARAÍ é O cara que continua dando o recado!!

      Abraço pessoal, e parabéns pela evolução!

    Outras matérias interessantes...