• Fotos
  • TV!
  • Links
  • Projeto Memória
  • Sobre o Jornal Pelicano
  • Processo Seletivo EFOMM 2014

  • 7487
    EFOMM » domingo, 1 de abril de 2007 »
    Especial 1º ano

    Este artigo pertence ao acervo do Projeto Memória

    As duas coisas que passam pela cabeça de um candidato-aluno ao passar pelo portaló do CIAGA são: se ele será capaz ou não de absorver todos os ensinamentos que estarão por vir e se ele conseguirá estar preparado para as cobranças que serão impostas. Tudo o que é novo provoca medo, porém a forma como encaramos o novo, o torna mais fácil ou não de ser aceito.

    A Adaptação

    por Aluna Rochana

    A adaptação iniciada em 8 de janeiro foi marcada pela separação do mundo civil, isto é, um mundo onde a sua vontade prevalece e onde toda ação que você pratica resulta em algo que atinge a você mesmo, do mundo militar onde você está restrito a normas, regulamentos e qualquer atitude tomada reflete em seu grupo de convívio. Esse período exigiu resistência física e mental. Todos os vícios e vontades tiveram de ser contidos e deram lugar ao descansar perfeito, ao olhar perdido, a imobilidade, ao respeito ao superior e a marcha com cadência precisa.

    No primeiro final de semana a bordo ocorreram jogos para avaliação do potencial dos candidatos para as equipes que escolheram ingressar e o espírito de união começou a se destacar. Todos começaram a se conhecer, estreitaram laços de companheirismo tanto nas horas ruins quanto nas horas de descanso, reuniram-se para criar o brado da turma, buscaram força uns nos outros e sempre estavam juntos.

    A sensação de superação de destacou na última semana. A dor, o cansaço e vontade de alcançar o último dia andavam lado a lado. Era possível observar a mudança de personalidade, de comportamento e de atitude nos rostos de cada um. Aprenderam a usar a palavra vibração a favor deles e sentiram que o sucesso estava perto quando começaram a treinar para a cerimônia de entrega da primeira platina.

    Até a Entrega da 1ª Platina

    por Veterana Adaptadora Érika Lanes

    A primeira semana foi a separação do mundo civil, isto é, um mundo onde a sua vontade prevalece e onde toda ação que você pratica resulta em algo que atinge a você mesmo, do mundo militar onde você está restrito a normas, regulamentos e qualquer atitude tomada reflete em seu grupo de convívio. Esse período exigiu resistência física e mental. Todos os vícios e vontades tiveram de ser contidos e deram lugar ao descansar perfeito, ao olhar perdido, a imobilidade, ao respeito ao superior e a marcha com cadência precisa.

    A segunda, foi a semana de praticar o espírito de união. Todos começaram a se conhecer, estreitaram laços de companheirismo tanto nas horas ruins quanto nas horas de descanso. Reuniram-se para criar o brado da turma, buscavam força uns nos outros e sempre estavam juntos.

    Na última, foram os dias da superação. A dor, o cansaço e vontade de alcançar o último dia andavam lado a lado. Era possível observar a mudança de personalidade, de comportamento e de atitude nos rostos de cada um. Aprenderam a usar a palavra vibração a favor deles e sentiram que o sucesso estava perto quando começaram a treinar para a cerimônia de entrega da primeira platina.

    Dia 26 de Janeiro, formados em cinco turmas, os 152 cadidatos-alunos marcharam do berço da Alameda Alegrette em direção ao pátio da bandeira para receberem suas platinas. Após um discurso de felicitações, o Comandante do CIAGA Capitão de Mar-e-Guerra Barcellos colocou a platina na primeira colocada e em seguida os demais alunos receberam suas platinas dos veteranos-adaptadores. Para eles, que ensinaram, o sentimento foi de satisfação, pois o trabalho foi bem feito, e de missão cumprida uma vez que acompanharam o crescimento de caráter e de postura de todos os candidatos.

    A sensação do, então nomeado, primeiro ano foi de conquista, de evolução, de orgulho por conseguir chegar até lá. A etapa foi concluída com êxito, aprenderam a amar a escola, a valorizar a farda que usarão. Muitos ficaram para trás, mas aqueles que persistiram mesmo que com lágrimas puderam sentir o sonho virar realidade.

    Baile dos Feras

    por Aluno Jordson

    O baile realizado dia 17 de março na famosa Casa de Espanha, em Botafogo, foi um verdadeiro sucesso. A festa foi conduzida por vários DJ’s e pelo grupo “Banda da Oskley”, que levantavam o público com muito Funk. Contou com grande público feminino e com a presença de boa parte dos oficiais da EFOMM. O acesso foi facilitado com um sistema de transporte gratuito saindo de vários pontos da cidade, organizado pela SAMM.

    Baile da Platina

    por Veterana Adaptadora Érika Lanes

    Após a cerimônia de juramento a bandeira, os alunos do primeiro ano tiveram seu segundo baile, tão bem organizado pela comissão de formatura que agradou além do esperado atingindo seu principal objetivo: reunir os familiares e comemorar com eles o recebimento da platina ao final do período de adaptação.

    O evento ocorreu no espaço Lonier em Vargem Grande e contou com a presença da banda Anjos da noite.

    Entre outros ritmos, a banda enfatizou bastante as músicas dos anos 60 e 70, o que muito agradou ao público, ou seja, familiares e oficiais convidados. Além de contar com um “buffet” farto e requintado, o ambiente bem decorado ressaltou a beleza do lugar que, por sinal, foi muito bem escolhido. A estrutura do local não deixou a desejar principalmente em relação a “open bars” e outros pontos em que bebidas eram servidas.

    O momento mais marcante deste baile foi durante as homenagens. Os integrantes da comissão de formatura subiram ao palco e dissertaram sobre as emoções, expectativas e situações que tinham vivenciado até ali. Aproveitaram ainda a oportunidade para agradecer aos veteranos-adaptadores e auxiliares pelo apoio e por incentivá-los a manter o espírito de união. No final, todos os alunos do primeiro ano se reuniram para cantar seu brado fazendo com que a alegria se espalhasse pelo salão e contagiasse a todos.

    Comentários

    1. Cipriano disse:

      Legal!

    2. Herisson disse:

      Não vejo a hora de participar! Em 2009 estaremos aí! Marinhaaaa Mercanteeee BRASIL!!!!

    3. Hozana Lima disse:

      Não vejo a hora de participar em 2010! Estarei ai… EFOMM!

    4. Of. Al. Raphael disse:

      Esse jornal virtual está muito bom. Parabéns aos idealizadores e àqueles que têm feito deste site um marco para a história da nossa Escola EFOMM.

    5. Calos Alberto disse:

      Em 2010 concerteza também estarei lá

    6. Sandra Domingos disse:

      Of. Al. Lorenzeto porque você não publica lado a lado fotos dos alunos de 2007 e eles agora em 2009 para alunos e pais poderem ver como há mudanças . Entram igual passarinho esmirradinho e no terceiro ano ficam como gaviões cheio de pose. Ia ser bacana comparar. Dá para perceber claramente.Vi uma foto do Jordson em 2007 e estava comparando agora com 2009 . É muito diferente.

    7. leila fernandes disse:

      Raul, filho vi as fotos e estou super feliz! Voce e os amigos formaram uma banda!!!!
      Bom pra relaxar nas horas vagas. Adorei!!! D^e abracos em seus amigos por mim. Grande beijo da mamae que te ama muito.

    Outras matérias interessantes...